Entenda o que é banco de dados e como está o mercado dessa área

  • 23/jul/2020

Entenda o que é banco de dados e como está o mercado dessa área

Powered by Rock Convert
Tempo de Leitura: 4 minutos

Pierre Lévy, sociólogo e um dos maiores pesquisadores em ciências da informação e comunicação, afirma que estamos vendo florescer um novo modo de organizar as cognições humanas: por meio do armazenamento de conhecimento em grandes bancos de dados. Eles são uma das maiores expressões da revolução tecnológica informacional e a grande tendência do futuro do trabalho.

Mas o que é banco de dados, afinal? Como esses “estoques” de conhecimento são encarados no mercado de trabalho? Podemos adiantar que profissionais especializados em dados têm um lugar de destaque no desenvolvimento da sociedade daqui para frente e, por isso mesmo, o curso de Banco de Dados é uma grande aposta para sua carreira!

Continue a leitura e conheça mais de perto essa área promissora, suas possibilidades de atuação e como é o curso!

O que é banco de dados?

Os bancos de dados são grandes coleções virtuais de informações. Porém, mais do que simplesmente estocar, essas coleções são capazes de fazer conexões entre dados, organizá-los e facilitar a tomada estratégica de decisões orientadas em conhecimento. Atualmente, essas possibilidades são do interesse geral.

Especialmente no meio empresarial, os dados se comportam como ativos da empresa, pois influenciam diretamente os resultados. Eles podem ser qualquer tipo de informação armazenada, como registros financeiros em uma planilha ou uma pesquisa de mercado feita em documento de texto.

No entanto, com o avanço da era digital, a produção de dados se tornou tão massiva que foi preciso desenvolver locais de armazenamento mais potentes, seguros e eficientes para análise. Foi aí que surgiram os Sistemas Gerenciadores de Bancos de Dados (SGBD, ou DBMS, na sigla em inglês para Data Base Management System).

À medida que os bancos de dados se tornam mais complexos — e valiosos para as empresas —, os profissionais que sabem geri-los são cada vez mais valorizados. A gestão eficiente dos SGBDs são portanto, uma prioridade no mercado. Com isso, os especialistas em Bancos de Dados têm alta empregabilidade. Ainda tem dúvidas sobre que faculdade fazer?

Como funciona essa graduação?

Agora que você sabe o que é banco de dados e como eles exercem protagonismo nas relações comerciais e produtivas da nossa sociedade atualmente, quer saber como ingressar nessa área, não é? Pois bem, o curso superior de Banco de Dados é um tecnólogo — uma graduação mais prática e rápida.

O curso dura cerca de 2 anos e meio e tem como objetivo preparar o futuro profissional para projetar, testar, gerenciar e analisar bancos de dados. Para tanto, o curso traz disciplinas teóricas, que ajudam o estudante a perceber os bancos de dados como um novo domínio do saber humano, além de conhecimentos mais técnicos.

Powered by Rock Convert

Algumas das matérias vistas ao longo da graduação são:

  • Comunicação e Linguagem;
  • Algoritmos e Lógicas de Programação;
  • Tecnologias da Informação e da Comunicação (TICs) aplicadas às Informações Gerenciais;
  • Seguranças em Sistemas de Informação;
  • Estrutura de Dados;
  • Big Data;
  • Business Intelligence.

O que faz um profissional formado em Banco de Dados?

Agora, se o papel do especialista em Banco de Dados ainda está um pouco abstrato, veja só uma breve descrição das possíveis atuações desse profissional no mercado de trabalho:

  • desenvolvimento de bancos de dados — você pode atuar desenvolvendo bancos de dados e gerenciando processos internos dos SGBDs, a partir de lógicas de programação;
  • suporte de sistemas — outra possibilidade é atuar com a manutenção dos SGBDs, desde a realização de backups até a resolução de problemas nos servidores;
  • administração de bancos de dados — os administradores de bancos de dados (DBAs, na sigla em inglês) são responsáveis por integrar o trabalho juntos aos SGBDs aos objetivos da empresa, definindo quais serão os processos realizados no cruzamento de dados e supervisionando as operações;
  • análise de dados — os analistas de dados, por sua vez, são os profissionais que mergulham no banco de dados para cruzar informações e gerar insights estratégicos;
  • ciência de dados — considerada a profissão mais promissora do mundo, de acordo com um levantamento do LinkedIn, os cientistas de dados utilizam as análises para encontrar tendências e desenvolver estratégias de negócio;
  • segurança de sistemas — há, ainda, a possibilidade de atuar na segurança de dados, criando rotinas de proteção e estratégias para resolução de crises em caso de invasões ou vazamentos de dados, uma demanda crescente desde a aprovação da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD).

Todas as atuações em bancos de dados podem ser desempenhadas pelo mesmo profissional, o que geralmente ocorre em empresas menores. Já nas grandes corporações, é comum que cada vertente do trabalho com dados seja realizada por um colaborador, que se torna especialista em segurança, em desenvolvimento ou em inteligência de dados, por exemplo.

Ainda, essas atuações podem se dar em cargos de analista, gerente, supervisor e até diretor de operações em bancos de dados. Naturalmente, quanto maior o conhecimento e a experiência do profissional, maiores as chances de alcançar posições mais altas e, com isso, ter rendimentos mais expressivos.

Para que você tenha uma ideia, um DBA ganha uma média de R$ 7 mil, de acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED) do antigo Ministério do Trabalho, compilados pelo portal Salário. Já um Diretor de Tecnologia tem uma faixa salarial de R$ 19 mil a R$ 60 mil. Nada mal, não é?

Por que vale a pena investir nessa graduação?

Como deu para ver, vale muito a pena investir na graduação em Banco de Dados. Além de ser uma profissão bem remunerada e com excelente empregabilidade, as tendências são muito animadoras: os investimentos em bancos de dados não param de crescer. Só em 2018, houve um avanço de 18,4% na área, conforme um levantamento da Gartner.

Então, essa é uma das profissões mais promissoras atualmente. Para atingir uma boa colocação no mercado de trabalho e se destacar, a dica é não apenas fazer o tecnólogo, como também investir em pós-graduações na área de dados. Assim, você poderá refinar ainda mais o seu currículo!

E aí, conseguiu entender o que é banco de dados e como ele representa uma revolução no mercado? Diante de uma tendência tão definitiva, não perca a chance de construir uma carreira de sucesso! O curso superior é o primeiro passo rumo a um futuro muito animador na área de dados.

Se você gostou do post, não deixe de assinar a nossa newsletter! Assim, poderemos avisar por e-mail sempre que houver um novo conteúdo relevante para você!

Powered by Rock Convert

Precisa de mais informações?

Preencha seus dados que um consultor irá entrar em contato com você