9 habilidades desenvolvidas em um curso de graduação a distância

  • 19/jan/2017

9 habilidades desenvolvidas em um curso de graduação a distância

A educação a distância já é realidade em muitos cursos de graduação espalhados pelo Brasil e também pelo mundo. E apesar de haver uma certa desconfiança por grande parte da população quanto ao método, à qualidade (e até ao reconhecimento dessas instituições pelo MEC), o modelo se equipara — e muitas vezes supera — o ensino presencial.

Você já se perguntou por quê? Porque o ensino a distância exige e estimula ainda mais o desenvolvimento de certas habilidades, que destacam qualquer profissional no mercado de trabalho.

Pensando nisso, listamos 9 habilidades ou características que podem ser especialmente desenvolvidas em um curso de graduação a distância. Quer conhecê-las? Acompanhe!

1. Dedicação

Num curso presencial, já é preciso muito esforço e dedicação, não é mesmo? Num curso a distância então, mais ainda! O motivo disso é que a instituição espera sempre a excelência do aluno, que deve se empenhar muito para cumprir os prazos dos trabalhos, se preparar para as provas e assistir a todas aulas.

Assim, dedicação (e, junto dela, a capacidade de conciliar tarefas) é uma das primeiras e mais importantes habilidades desenvolvidas em uma graduação a distância. Como você deve imaginar, a boa impressão que profissionais com essa qualidade causam nos recrutadores é enorme, já que eles buscam, antes de tudo, por colaboradores devotados às suas responsabilidades. Quem está preparado nesse sentido já tem vantagem competitiva sobre os demais!

2. Compromisso

Outra habilidade desenvolvida num curso de graduação a distância e que caminha lado a lado com a dedicação é: o compromisso. Uma vez que o contato entre professores e alunos é basicamente virtual, o compromisso com as obrigações acadêmicas se torna ainda maior.

Assim como acontece com a dedicação, ter compromisso é um diferencial de peso no mercado de trabalho. Você também não gostaria de poder contar com um profissional que leva a sério o que faz?

3. Disciplina

Disciplina é a palavra que resume uma boa performance acadêmica no ensino a distância. Já que nele nem sempre há horários pré-determinados para as aulas e tarefas como em um curso presencial, o aluno deve desenvolver uma boa logística de estudo, o que demanda disposição, frequência e concentração. Em outras palavras: disciplina!

É claro que a disciplina já é requisito necessário a um bom aluno em uma sala de aula tradicional, mas no ensino a distância é preciso desenvolvê-la de maneira mais autossuficiente, quer dizer, contando com menos motivação externa de professores e colegas.

4. Autonomia

Quem nunca precisou daquele empurrãozinho do professor para estudar? Num ambiente de ensino presencial, muitas vezes nos sentimos dependentes dos professores para cumprimos nossas atividades, não é verdade? Na educação a distância, a realidade é outra.

O aluno do ensino a distância deve conquistar autonomia se quiser avançar no curso. Sem ela, não consegue estudar, organizar seu cronograma, estabelecer metas, ler, fazer exercícios, iniciar projetos, nem gerenciar e otimizar seu tempo. Com o passar do tempo, o músculo da autonomia vai sendo cada vez mais exercitado, e ao final do curso, você estará muito mais independente para administrar sua vida profissional e até pessoal.

5. Organização

Seja qual for a carreira que você queira seguir, sem esta próxima habilidade você não irá muito longe. Já reparou que num ambiente bagunçado as ideias ficam confusas e o trabalho flui com mais dificuldade?

Já sabe de qual habilidade estamos falando? Organização, é claro! No decorrer do curso que você escolher, será preciso desenvolver intensamente sua capacidade de organização para planejar sua rotina de maneira produtiva e autossuficiente. No mercado de trabalho, a capacidade de desempenhar suas tarefas com ordem e atenção é muito estimada em um colaborador.

6. Automotivação

Estar ao lado de colegas e professores numa sala de aula convencional naturalmente convida à autossuperação. Na presença daqueles cujo exemplo devemos seguir (no caso dos professores) e daqueles com quem podemos chegar até a competir (no caso dos colegas) pode ser sinônimo de motivação para muitos alunos. Mas será essa a forma mais saudável para se sentir motivado?

Num curso de graduação a distância, os alunos são levados a desenvolver a motivação que parte deles mesmos. Este é um bom exemplo de como as qualidades ideais de um bom profissional se associam, já que automotivação não existe sem autonomia, por exemplo. Viver a automotivação liberta o aluno da dependência dos outros e o estimula a conhecer seus pontos fortes e fracos, assim como a agir sobre eles.

7. Facilidade com plataformas tecnológicas

A educação a distância trabalha com diversas plataformas de diferentes funções, com o objetivo de medir e acompanhar o conhecimento e o aprendizado de seus alunos. Dessa forma, eles estudam e interagem com os professores e entre si quase que exclusivamente em ambiente virtual. Isso estimula a familiaridade com plataformas tecnológicas, hoje uma capacidade básica, exigida em qualquer profissão.

Por meio delas, você aprende a filtrar informações relevantes para seu estudo e entra em contato com vários programas e recursos didáticos. Além disso, você se acostuma à leitura de conteúdos virtuais e desenvolve habilidades como leitura, escrita e associação de ideias. Assim, as plataformas promovem uma experiência única ao longo do curso, a qual servirá de base para toda a sua vida profissional!

8. Habilidades linguísticas

Como deve acontecer em qualquer bom curso de graduação, as atividades acadêmicas têm como um de seus propósitos contribuir para o desenvolvimento de habilidades linguísticas, isto é, melhorar a leitura e interpretação de textos do aluno.

Quem que não está habituado à rotina de estudos por meio de computadores, tablets, smartphones e outros suportes tecnológicos pode encontrar dificuldade na hora de realizar seus trabalhos, mesmo em um curso presencial. Afinal, o que hoje não se faz por meio deles?

O contato frequente com a tecnologia deixa o aluno muito mais qualificado e seguro para lidar com a realidade global. Além disso, longe de ser só diversão, interagir em meio à diversidade do mundo virtual instiga à reflexão, ao desenvolvimento do senso crítico e à elaboração de ideias próprias.

9. Maturidade

Por fim, considerando que o ensino a distância eleva à máxima potência todas essas habilidades, nasce outra: a maturidade. Ela molda tanto o lado profissional quanto pessoal do aluno, se ligando a outras características, como equilíbrio, discernimento, responsabilidade, proatividade e bom senso.

Por isso, quem escolhe o ensino a distância consequentemente adota uma rotina própria de estudo, aperfeiçoando suas qualidades e adquirindo novas, o que culmina na formação de um indivíduo completo e mais preparado para os desafios do mercado de trabalho e da vida.

Cada empresa possui seu perfil ideal de candidato, o que engloba currículo e competências específicas. Quando você opta por fazer um curso de graduação a distância, já sai na frente de seus concorrentes, pois tem as habilidades técnicas e psicológicas esperadas em um bom profissional mais aprimoradas.

Pronto para desenvolver essas habilidades e garantir as melhores oportunidades de trabalho? Quer continuar por dentro das nossas novidades? Então curta nossa página no Facebook!