Connect with us

Bit&Byte

Como atuar na área de Engenharia de IOT? Confira 4 dicas!

engenharia de iot
Tempo de Leitura: 4 minutos

A recente popularização de filmes sobre tecnologia mostra que esse setor está cada vez mais presente no cotidiano das pessoas. Por isso, a demanda do mercado por profissionais especializados nessa área não para de crescer.  

A Internet das Coisas, ou a IoT, é uma área que está em ascensão porque automatiza e facilita a realização de tarefas pela integração de diversos dispositivos. 

Neste post, você vai descobrir o que é Engenharia de IoT, quais são as tendências e as oportunidades dessa área tão promissora e algumas dicas de como começar a atuar no ramo tecnológico hoje mesmo. Continue a leitura e confira!

O que é a engenharia de IoT e qual o foco dessa área?

A ideia central da IoT é aproximar o mundo físico do digital por meio de equipamentos que se comunicam uns com os outros. Essa integração pode ser tanto por aparelhos conectados à internet quanto em dispositivos offline.

O smartwatch, por exemplo, é um acessório “inteligente”, pois otimiza as funções do celular e monitora, em tempo real, os batimentos cardíacos, com o objetivo de auxiliar no desempenho dos exercícios físicos.

Além disso, o termostato também é um produto que utiliza a Internet das Coisas para realizar as suas funções, pois ele mede a temperatura do ambiente e regula o ar-condicionado ou o aquecedor de forma automática. 

Contudo, é preciso ter cautela com o uso desses dispositivos conectados, uma vez que eles são utilizados, muitas vezes, para cometer crimes digitais, como os ataques DDoS (invalidação por sobrecarga de um sistema ou rede).

Quais as tendências e oportunidades que podem ser encontradas nessa carreira?

A tecnologia da Internet das Coisas possibilita inúmeras possibilidades além da nossa imaginação, pois essa é uma nova inteligência que tem impactos no mundo atual e no futuro que ainda são desconhecidos.

Portanto, veja a seguir as oportunidades que se destacam nessa área:

  • Analista e Desenvolvedor de Sistemas: tem a função de arquitetar sistemas que utilizam o conceito de IoT para o funcionamento;
  • Cientista de Dados: coleta, processa e armazena diferentes tipos de dados para a aplicação da Internet das Coisas nos mais diversos setores;
  • Segurança da Informação: serve para preservar dados em uma rede segura e protegida de vírus e ameaças;
  • Designer: cuida da parte estética e funcional de sistemas e aplicativos para que as pessoas usem a IoT no dia a dia e façam dessa ferramenta algo comum em sua realidade;
  • Engenheiro (a) da Informação: esse profissional interliga processos em uma rede e promove a automatização — por isso, esse procedimento envolve um conhecimento bastante específico em engenharia de dados;
  • Cientista da Computação: tem a função de criar estruturas que permitam a aplicação de ferramentas como a Inteligência Artificial (IA), Big Data (processamento de dados), Machine Learning (aprendizado da máquina), entre outras.

Qual a média salarial desse profissional?

Como a demanda por profissionais com esse tipo de conhecimento está crescendo, é natural que essa profissão ofereça altos salários aos seus especialistas.

A remuneração, porém, depende da área escolhida pelo profissional no mercado da tecnologia. De acordo com o portal Salário, um Analista de Desenvolvimento de Sistemas ganha, em média, R$ 6.220,19. Já um Engenheiro de Aplicativos em Computação recebe, em média, R$ 9.961,63.

Esses dados foram obtidos com dados oficiais do Novo CAGED, eSocial e Empregador Web.

O que é preciso para atuar nesse ramo?

A Internet of Things é uma área bastante promissora e que oferece boas oportunidades de trabalho. Contudo, é preciso estar disposto a trabalhar e estudar bastante, além de ter resiliência para enfrentar as adversidades que podem surgir no cotidiano desse profissional.

Veja a seguir 4 dicas para começar a investir nessa carreira.

1. Estude o mercado 

A crescente adoção de IoT no Brasil se dá por conta das inovações e oportunidades que esse setor oferece. Segundo o portal Convergência Digital, o mercado movimentará, em 2022, cerca de R$ 8,5 bilhões em soluções e serviços relacionados a IoT no país. 

2. Desenvolva as habilidades necessárias 

É preciso ter conhecimentos multidisciplinares para atuar em construção de sistemas, segurança da informação e manipulação de dados. 

Por isso, um bom profissional deve desenvolver habilidades em programação, eletrônica, arquitetura de computadores, inteligência artificial, ciência de dados, física e até mesmo conhecimentos de outras áreas, como biologia, medicina, física, agronomia, geografia, entre outros.

3. Conheça as funções

Independentemente da área que você for escolher, é primordial conhecer bem as suas atribuições e sempre buscar melhorar suas atividades. Além do mais, um especialista deve ser flexível para lidar com áreas que não são de sua formação básica, pois, eventualmente, será preciso dialogar com elas. 

4. Busque por uma especialização na área

Uma boa dica para quem é formado em áreas das ciências exatas, como Engenharia, Tecnologia, Telecomunicações e Análise de Sistemas, é fazer uma pós-graduação em IoT para aumentar o leque de opções no mercado digital e desenvolver novas tecnologias.

Além do mais, para ter sucesso nessa carreira, é preciso ter um objetivo profissional bem definido, uma vez que a área da tecnologia é bem ampla e a especialização, aliada à experiência, faz de você uma autoridade no assunto e amplia as chances de sucesso profissional.  

Como funciona a pós-graduação da Unyleya?

A pós-graduação da Unyleya tem apenas 9 meses de duração e é feita de forma 100% digital, o que possibilita ao aluno escolher a melhor hora e lugar para estudar de acordo com sua disponibilidade. 

Além disso, ela conta com a atenção individual de professores durante toda a sua capacitação profissional. Vale lembrar que o corpo docente da Unyleya é formado por professores especialistas, mestres e doutores reconhecidos e renomados em seu âmbito profissional. 

Em virtude do avanço da tecnologia em diversos setores da sociedade, ter conhecimento em Internet of Things é fundamental para o crescimento pessoal e profissional, visto que ele é bastante procurado pelas empresas. 

Além do mais, para atuar nesse mercado, é preciso conhecer bem suas atribuições e estar sempre se especializando para contribuir para o progresso tecnológico.  

Se interessou pela área de IoT? Então não perca tempo e matricule-se em nossa pós-graduação em Engenharia de IoT – Internet das coisas para alavancar sua carreira!


QUER SABER SOBRE OS MAIS DE 1.800 CURSOS A DISTÂNCIA?

Saiba mais sobre os cursos de Pós-Graduação EAD

Saiba mais sobre os cursos de Graduação EAD


unyleya.edu.br
Guia completo para escolher o curso e a faculdade ideais sidebar

Copyright Unyleya ©. Todos os direitos reservados.