Connect with us

Especialize-se

Engenharia do Futuro: entenda como se preparar para as mudanças nesse mercado!

Engenharia do futuro
Tempo de Leitura: 4 minutos

A Engenharia é uma das profissões mais antigas do mundo. Ao mesmo tempo, continua uma das mais relevantes e com grandes perspectivas de crescimento. A Engenharia do Futuro se mostra com mais inteligência e integração ainda, acompanhado assim as grandes transformações das tecnologias e do mercado de trabalho.

A área prevê desafios, além de exigir mudanças nas características do engenheiro. Segundo Thiago Donegá, coordenador de cursos de Engenharia na Unyleya, é provável que exista certa escassez de profissionais. No entanto, ela não será referente à quantidade de formados, mas sim ao nível da qualificação.

Por isso, investir no autodesenvolvimento desde agora é fundamental. Acompanhe a leitura e entenda como se preparar para a Engenharia do Futuro!

Quais são as tendências para a Engenharia do Futuro?

No Brasil e no mundo já vínhamos lidando com a evolução tecnológica. Com a pandemia, algumas necessidades têm se mostrado mais urgentes. Confira as tendências!

Adoção de BIM

“Entre as tendências na Engenharia do Futuro, podemos citar as tecnologias BIM (Building Information Modeling — Modelagem da Informação da Construção). Elas estão sendo fortemente utilizadas na construção civil, mas também se aplicam na Engenharia Mecânica e Engenharia de Produção, por exemplo. A função é integrar todas as informações de uma obra, desde a concepção e desenvolvimento do projeto até a finalização do empreendimento”, revela Thiago Donegá.

Na prática, todos os dados importantes — como detalhes do projeto, orçamento e fase de evolução — ficam centralizados em uma mesma plataforma, facilitando o conhecimento de todos os envolvidos.

“No Brasil, há uma Estratégia Nacional de Disseminação do BIM na execução de obras e serviços de Engenharia realizados por entidades de âmbito federal. O Decreto nº 10.306 de 2 de abril de 2020 define fases da sua implementação gradual. A primeira teve início em janeiro de 2021. A terceira e última fase está prevista para 2028. A ideia é que o BIM seja utilizado em todo o ciclo de vida do empreendimento, inclusive na manutenção”, explica Thiago.

Uso de tecnologias 4.0

A Quarta Revolução Industrial tem atingido várias profissões. Com a Engenharia não seria diferente. Internet das Coisas, Inteligência Artificial, Data Science, Big Data, Machine Learning, Computação em Nuvem e Smart Cities são exemplos do que veremos crescer.

“Nessa perspectiva, temos o conceito de sociedade 5.0, uma proposta do governo japonês e que tem o objetivo de utilizar tecnologias da indústria 4.0 para criar soluções com foco em problemas sociais. A conectividade entre o ciberespaço e o espaço físico entregará saídas para as necessidades humanas. Teremos cidades inteligentes totalmente conectadas e com melhor qualidade de vida”, esclarece o coordenador de cursos de Engenharia na Unyleya.

Crescimento da sustentabilidade

O avanço da tecnologia vem acompanhado de mudanças no ambiente e torna o mercado mais favorável à construção sustentável. “Uma forte tendência é a preocupação com a sustentabilidade ambiental e a eficiência energética. Será imprescindível o desenvolvimento de novos materiais, tanto na construção civil quanto na indústria”, relata Thiago.

Mudança no perfil profissional

Mais uma tendência para a Engenharia do Futuro é a mudança no perfil do engenheiro, que precisa se mostrar mais ligado ao empreendedorismo e equilibrar as hard e soft skills, ou seja, competências técnicas e habilidades comportamentais. Além do profundo conhecimento na área, precisará saber se comunicar com colegas de trabalho, clientes e a sociedade, por exemplo.

Quais são os desafios da Engenharia do Futuro?

Segundo o coordenador de cursos de Engenharia da Unyleya, os maiores desafios estão na versatilidade e multidisciplinaridade. O engenheiro do futuro precisará se adaptar ao seguinte.

Novos conhecimentos

Generalistas? Especialistas? Durante muito tempo, esses dois tipos de profissionais eram os únicos existentes. Enquanto os primeiros são os que sabem um pouco sobre vários assuntos, os segundos sabem muito sobre algo específico.

“Atualmente, o mercado conta com um novo tipo, o nexialista. Ele não tem necessariamente domínio sobre uma área específica, mas consegue encontrar nexos, ou seja, pontos em comum entre assuntos distintos. Ele sabe buscar as soluções aos problemas apresentados. Isso o torna mais versátil”, explica.

Novo formato de trabalho

Por muito tempo, a CLT dominou no mercado. No entanto, Thiago acredita na predominância de outro formato: “Gig Economy, também chamada de Economia Freelancer, sob demanda, ou de ‘bicos’. O profissional trabalhará por demanda, a partir do valor e das competências que consegue entregar, em vez de única e exclusivamente a uma corporação”, completa.

Qual a importância de uma capacitação para o engenheiro do futuro?

Uma coisa é certa: quanto mais habilidades, mais oportunidades o profissional terá. “É importante ele estar preparado para realizar mudanças na vida profissional e se qualificar ao longo dela, visto há uma previsão de, em 2030, mais de 65% das profissões terem sido completamente reconfiguradas ou desaparecido”, esclarece o coordenador.

“Para ser um profissional nexialista, é fundamental fazer novos cursos e se atualizar, para estar preparado para resolver novos problemas com conhecimento de cada área relacionada”, recomenda.

Como a Unyleya pode ajudar nisso?

A Unyleya está alinhada às tendências, por isso tem à disposição cursos modernos, mas sem deixar os tradicionais de lado, já que eles são a base do conhecimento. A pós-graduação em Engenharia da Unyleya abrange várias especializações e MBAs. Entre as possibilidades de cursos de pós, dá para encontrar temas que envolvem Energias Renováveis, BIM, tecnologias 4.0, Internet das Coisas, além de cursos voltados a empreendedorismo, desenvolvimento pessoal, economia e docência.

A instituição acumula experiência na educação a distância, mesmo antes da pandemia. É, então, bem preparada para uma EAD de qualidade: conta com uma plataforma amigável, de fácil navegação, além de um ótimo aplicativo para smartphone e tablet.

“Além disso, a Unyleya implantou recentemente o Centro de Estudos e Pesquisas em Engenharia (CEENG), que oferece especializações niveladas ao que há de melhor no mercado. O aluno ainda pode escolher o estilo de aprendizado com o qual se identifica — leitura e/ou vídeos. Conta, ainda, com um corpo docente de mestres e doutores renomados e especializados, que ficam à disposição para interagir e tirar dúvidas”, acrescenta Thiago.

A EAD tem a vantagem da flexibilidade, já que se adapta à rotina do estudante. Somado a isso, a Unyleya, há mais de uma década, leva ensino de qualidade a todo o Brasil. Vivências e conhecimentos acumulados a tornam preparada para capacitar profissionais a todas as mudanças do mercado, inclusive para a Engenharia do Futuro.

Gostou de ficar por dentro do futuro da Engenharia? Caso precise de mais informações, entre em contato conosco!


Comentários

QUER SABER SOBRE OS MAIS DE 1.400 CURSOS A DISTÂNCIA?

Saiba mais sobre os cursos de Pós-Graduação EAD

Saiba mais sobre os cursos de Graduação EAD


unyleya.edu.br

Copyright 2020 Unyleya ©. Todos os direitos reservados.