Connect with us

Especialize-se

Vale a pena seguir carreira na área de recursos hídricos?

Já pensou em fazer uma pós na área de recursos hídricos? Leia o post e entenda por que esse é setor com alta demanda por profissionais especializados!

recursos hídricos
Tempo de Leitura: 4 minutos

A abundância do volume de água no Brasil é indiscutível. No entanto, sabemos também que o uso desse recurso primordial à vida em sociedade ainda é mal gerido, o que ocasiona diversos problemas, como desperdício, distribuições desiguais e impactos no meio ambiente.

É por isso que a carreira em recursos hídricos se mantém em alta, pois fornece ao mercado profissionais especializados para lidar com essas questões. São eles os responsáveis por identificar os pontos de melhoria e minimizar os danos ambientais, favorecendo também o uso consciente de um recurso tão valioso.

Este post traz detalhes sobre essa carreira promissora, explicando quais são as possibilidades de atuação na área e como se capacitar para exercer a função com maestria. Vamos lá!

Quais são as alternativas de carreira ao se trabalhar com recursos hídricos?

No Brasil, há poucas universidades públicas que oferecem o curso de Engenharia Hídrica, as quais se concentram nos estados de Minas Gerais e Rio Grande do Sul. Porém, profissionais graduados em áreas correlatas também estão aptos a atuar nessa área, desde que busquem se especializar em uma pós-graduação no ramo.

A pós é indicada principalmente para quem é da área de gestão ambiental, incluindo engenheiros, arquitetos, agrônomos, geólogos, geógrafos, entre outros profissionais que se interessam pelo tema. As possibilidades de carreira abrangem quatro setores mais específicos: o planejamento, a análise, a execução e a gestão de projetos em recursos hídricos.

O conhecimento especializado é fundamental para desempenhar esse trabalho com a segurança e a responsabilidade social exigidas pela função. Até porque estamos falando de tarefas que envolvem sistemas hidrológicos amplos e complexos de norte a sul do país.

Em seguida, pontuaremos as principais atribuições do profissional:

  • supervisionar, coordenar e orientar tecnicamente as equipes responsáveis pelos projetos;
  • planejar e especificar cada projeto conforme sua viabilidade técnico-econômica;
  • prestar assistências, assessorias e consultorias técnicas no ramo;
  • vistoriar e periciar projetos, elaborando laudos e pareceres técnicos;
  • conduzir equipes nas instalações, montagens, reparos e manutenções de equipamentos;
  • assumir pesquisas científicas na área, sobretudo no caso de quem se dedica também à docência nesse setor.

Por que o mercado de recursos hídricos é interessante?

A consciência ecológica é um dos grandes trunfos da atualidade, pois, felizmente, as pessoas passaram a compreender a importância do uso racional dos recursos para a sua própria qualidade de vida e das futuras gerações. Nesse sentido, o profissional de recursos hídricos cumpre um papel social imprescindível, que é contribuir para o consumo consciente da água, entre outras funções primordiais.

Como o mercado carece de profissionais especializados nesse ramo, a demanda é altíssima em todo o território nacional, motivo que por si só justifica por que vale a pena investir em pós-graduação na área.

A seguir, listaremos outros aspectos que elevam essa profissão a um patamar essencial, sobretudo considerando-se a preservação do meio ambiente e a sustentabilidade.

Área com demanda constante

A escassez de água, a má distribuição e o uso inadequado desse recurso são temas frequentes nos noticiários brasileiros. Embora o nosso país seja privilegiado em relação à abundância de água, o Brasil sofre com uma infraestrutura precária na gestão desse recurso tão valioso.

A boa notícia é que os investimentos governamentais no setor cresceram bastante nos últimos anos, tendo em vista a tomada de consciência sustentável. Junto disso, cresceu a necessidade de contar com profissionais altamente capacitados para planejar, executar e gerir as tarefas do setor, tanto na esfera pública quanto na esfera privada.

Valorização do pensamento sustentável

O pensamento sustentável e o consumo consciente priorizam a busca por alternativas ecologicamente corretas de utilização dos recursos naturais do planeta. Além do uso racional da água, podemos destacar como peças-chave da sustentabilidade a preocupação com o descarte de resíduos e o investimento em projetos de eficiência energética — a exemplo dos sistemas de energia solar.

O fato de essa corrente vir ganhando cada vez mais força nos últimos anos também valoriza a atuação dos profissionais da área. É o caso de quem trabalha com recursos hídricos, seja na função de gestor ambiental, seja em cargos que lidem diretamente com a execução de projetos ecológicos no setor.

Preocupação com a biossegurança

A biossegurança envolve um conjunto de ações que visam a minimizar riscos em atividades que possam comprometer a saúde humana, animal e os ecossistemas. Trata-se de uma série de práticas preventivas as quais têm tudo a ver com a elaboração e execução de projetos hídricos, pois sabemos que, dependendo da dimensão do projeto, a operação pode gerar impactos em larga escala.

Por isso, a presença de profissionais capacitados nas equipes é indispensável para garantir a segurança da comunidade e dos envolvidos, assim como ocasionar o mínimo possível de danos ambientais.

Como se capacitar para o mercado de recursos hídricos?

Como dissemos no início do post, fazer uma pós-graduação na área é o que permitirá ao profissional atuar conforme as normas desse ofício, sobretudo em relação à ética e a responsabilidade social da profissão. Em seguida, listaremos algumas opções de especialização em recursos hídricos para quem deseja se tornar uma referência no assunto.

Gestão das Águas e Sustentabilidade

A pós em Gestão das Águas e Sustentabilidade dos Recursos Hídricos no Brasil permite compreender a distribuição das chuvas ao longo de todo o território nacional, aprofundando conhecimentos sobre a influência pluvial nas águas superficiais e de abastecimento. O curso também debate anomalias climáticas que interferem na quantidade de chuvas, capacitando o profissional para desenvolver projetos nesse ramo.

Irrigação e Gestão de Recursos Hídricos

O MBA Executivo em Irrigação e Gestão de Recursos Hídricos é voltado para a formação de gestores em sistemas de irrigação. Entre os conteúdos da pós, destacam-se assuntos sobre barragens e reservatórios, sustentabilidade de sistemas florestais, recuperação de áreas degradas e gestão de recursos de águas urbanas — além de temas que debatem a Legislação e o Licenciamento Ambiental no Brasil.

Este post esclareceu suas dúvidas sobre a carreira em recursos hídricos? Como vimos, essa é uma área promissora e que traz enorme reconhecimento profissional, tendo em vista o pensamento ecológico e a preservação ambiental existentes por trás de cada projeto do setor. Então, se você tem interesse em se especializa na área, vá em frente, pois o custo-benefício dessa formação é garantido!

Aproveite e conheça também mais um curso com alta demanda no mercado: a pós-graduação em Engenharia de Estruturas Hidráulicas!


Comentários

QUER SABER SOBRE OS MAIS DE 1.800 CURSOS A DISTÂNCIA?

Saiba mais sobre os cursos de Pós-Graduação EAD

Saiba mais sobre os cursos de Graduação EAD


unyleya.edu.br

Copyright Unyleya ©. Todos os direitos reservados.