Connect with us

Inicie Sua Carreira

Você sabe qual é a diferença entre trainee e estágio?

Trainee e estágio diferença
Tempo de Leitura: 4 minutos

Está prestes a iniciar a faculdade, mas ainda não sabe a diferença entre trainee e estágio? Pois saiba que, do mesmo jeito que você, muitos estudantes desconhecem o que é cada termo e, frequentemente, confundem os dois.

Porém, apesar de ambos serem muito importantes para que você adquira habilidades profissionais e exercite aquilo que aprendeu ao longo dos semestres, eles são experiências com objetivos bem particulares e pesos distintos na sua formação.

Por esse motivo, trouxemos este post para esclarecer o assunto definitivamente. Fique atento para saber mais!

O que é estágio?

Conforme a lei n.º 11788/08, o estágio é uma experiência prevista em um ou mais semestres da faculdade — independentemente de você fazer um bacharelado, uma licenciatura ou um tecnólogo. É o momento em que você vai além das aulas, dos grupos de estudo e das atividades em laboratório e atua no seu campo profissional.

O estágio é composto por um conjunto flexível de tarefas supervisionadas em uma instituição pública ou privada por até 30 horas semanais. Por meio delas, você não só aprimora as suas habilidades técnicas e interpessoais, mas vivencia a dinâmica do mercado e passa por um conhecimento de áreas de trabalho que pode exercer ao se formar.

Há duas características bem marcantes nessa experiência. A primeira é que, dependendo do período em que é realizado, o estágio costuma ocorrer em paralelo às aulas para que você possa estudar sem dificuldades. Já a segunda é que ele não pode ultrapassar a duração de dois anos em um mesmo local. Abaixo, você confere mais detalhes sobre ele!

Como funciona?

O estágio conta com um processo de seleção mais enxuto. Basicamente, envolve o envio de CV e portfólio (quando necessário) para a empresa, a realização de provas ou testes e a participação em uma entrevista com o setor no qual o estudante vai atuar.

Se for selecionado, você assina um contrato como estagiário, que pode ou não ter uma quantidade de meses de trabalho já definida — sendo renovado a cada seis meses, por exemplo. Vale reforçar que essa experiência não gera vínculo empregatício com a organização e que você recebe somente uma bolsa-estágio e o vale-transporte.

Quem pode fazer?

Dá para fazer estágio desde o início da faculdade até o último semestre dela. Isso porque, além dos estágios obrigatórios que acontecem, comumente, a partir do segundo ou terceiro ano de curso, sempre há seleções para a modalidade não obrigatória.

Isto é, aqueles estágios em que não há supervisão da instituição de ensino na qual você está matriculado. O seu vínculo é direto com a empresa, sem intermédio de professores ou outros profissionais do ambiente acadêmico.


Como conseguir?

Para conseguir um estágio, é importante buscar a orientação do setor de estágio e carreira da sua faculdade. Ele será o responsável por auxiliar você a identificar vagas que se encaixam com o seu perfil e atendem aos seus objetivos profissionais. Além disso, vai orientar para que você monte um currículo mais chamativo e competitivo.

O que é trainee?

Ao contrário do estágio, o trainee não é uma parte obrigatória das graduações prevista em lei. Ele é um programa desenvolvido, divulgado e colocado em prática por empresas privadas — geralmente, as de grande porte e com atuação nacional. Além disso, a participação neles depende do interesse do estudante.

O foco dele é identificar, selecionar e modelar potenciais talentos para assumirem cargos administrativos, gerenciais e de execução dentro dessas companhias, seja nas filiais, seja nas matrizes. Ou seja, trata-se de empregos formais. Esses cargos, vale mencionar, podem ser em diferentes campos de atuação, desde o Direito até a Psicologia.

A questão é que eles têm atividades preestabelecidas, metas que devem ser alcançadas, projetos a serem desenvolvidos e impacto interno estratégico esperado — isto é, que afete positivamente a linha de produção, os negócios, os recursos financeiros e o capital humano. Abaixo, você fica por dentro de outros detalhes do programa!

Como funciona?

O processo seletivo de um trainee é bem extenso, começando com as tradicionais inscrições e envio de currículo. A partir daí, você realiza testes de lógica, comunicação e relacionamento interpessoal. Em seguida, há as avaliações psicológicas.

Também é comum que haja momentos imersivos na realidade corporativa da organização. O propósito deles é avaliar sua postura ética e profissional diante de problemas que afetam o seu trabalho e as atividades da sua equipe. Por fim, você passa por uma bateria de entrevistas para determinar sua compatibilidade com os valores e os propósitos da companhia.

Sendo selecionado, você é contratado por um ou dois anos, integra projetos em andamento e tem acesso tanto a uma excelente remuneração (bem acima da média do mercado) quanto a uma vasta cartela de benefícios enquanto estiver empregado.

Quem pode fazer?

Um aspecto de diferença entre trainee e estágio diz a respeito a quem pode fazer o primeiro. É que esse programa é voltado especificamente para quem está no penúltimo ou último ano do curso. A razão disso é até bem óbvia: como você vai ter um emprego de oito horas por dia, precisa já ter concluído o máximo possível da grade curricular.

Assim, não há risco de atrasar a formação, ter que trancar a faculdade ou acabar repetindo uma ou mais matérias pela falta de tempo. Vale lembrar que, após o fim dessa experiência, os trainees que mais se destacam e se adaptam à empresa são efetivados no quadro de colaboradores.

Como conseguir?

Os processos de seleção de trainees ocorrem 100% sob a gestão das empresas e não têm qualquer envolvimento ou conexão, mesmo que forma indireta, com as instituições de ensino.

Portanto, se você quer participar de um ou mais programas, deve checar o site das organizações do seu interesse. Informe-se sobre a periodicidade com a qual ocorrem, o período de inscrições, os locais de seleção de candidatos e os requisitos extras.

E então, deu para sanar suas dúvidas sobre a diferença entre trainee e estágio, inclusive a respeito de quando é possível se candidatar a cada um deles? Pois então faça uso dessas informações para aproveitar o máximo dessas oportunidades. Lembrando, é claro, que é fundamental estar devidamente matriculado em um curso superior para poder participar de processos seletivos para ambas as vagas, combinado?

Agora aproveita e conta para a gente nos comentários: qual dos dois você está mais animado para fazer? O estágio ou o programa trainee? 

Carreira de gestor

Comentários

QUER SABER SOBRE OS MAIS DE 1.400 CURSOS A DISTÂNCIA?

Saiba mais sobre os cursos de Pós-Graduação EAD

Saiba mais sobre os cursos de Graduação EAD


unyleya.edu.br

Copyright 2020 Unyleya ©. Todos os direitos reservados.