Connect with us

Carreiras na Graduação

Graduação em gestão hospitalar: para quem esse curso é indicado?

Quer conhecer mais sobre a graduação em Gestão Hospitalar? Então confira nosso post e veja como é essa formação!

graduação em gestão hospitalar

Os serviços de saúde, de modo geral, são indispensáveis à população — dos primeiros anos à idade mais avançada —, seja para a manutenção do bem-estar e da qualidade de vida, seja para o diagnóstico e o tratamento de doenças (graves ou corriqueiras). Nesse cenário, a graduação em Gestão Hospitalar forma profissionais fundamentais para essa área.

Mas sabemos que, apesar de existir alta demanda por pessoal especializado, o setor da saúde ainda carece de mão de obra qualificada. E aqui não falamos apenas dos médicos e enfermeiros, mas também de profissionais preparados para coordenar de forma correta e eficiente os recursos materiais e humanos das instituições voltadas ao cuidado com a saúde.

Se você tem interesse por esse campo de atuação e quer saber mais sobre a graduação em Gestão Hospitalar, continue a leitura deste post e descubra as oportunidades que essa formação pode oferecer para o seu futuro profissional!

Como é a graduação em Gestão Hospitalar na Unyleya?

Com uma duração total de cinco semestres, o curso superior de tecnologia em Gestão Hospitalar reúne os conhecimentos ligados tanto à área de administração e negócios quanto ao mundo da saúde. Ele forma profissionais aptos a conduzir com excelência a rotina de um hospital, tomando decisões para a melhoria de aspectos que vão desde a estrutura do local até a formação da equipe de profissionais.

Além da aprovação em todas as disciplinas ofertadas ao longo da graduação, sobre as quais falaremos melhor no próximo tópico, é necessário apresentar um Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) ao final de todo esse processo. Esta etapa é fundamental para encerrar seus estudos e permitir que você consiga conquistar o tão almejado diploma tecnólogo em Gestão Hospitalar.

O curso é uma excelente opção para aqueles que já estão no mercado de trabalho e precisam conciliar os estudos com outras atividades do dia a dia. Isso porque uma das vantagens oferecidas pela Unyleya é justamente a possibilidade de ingressar na modalidade de Educação a Distância (EAD).

Uma opção prática e moderna, a EAD oferece uma certificação com a mesma validade dos cursos presenciais, além de uma qualidade de ensino e uma grade curricular igualmente robusta. Que reúne conteúdos teóricos e práticos que contribuem diretamente para a sua qualificação profissional.

O diferencial da EAD é a garantia de mais flexibilidade de horários para estudar porque você tem autonomia para decidir quando assistir às aulas, realizar atividades de fixação, fazer trabalhos acadêmicos, pesquisar material complementar de revisão etc.

Ou seja, o ritmo da sua formação é determinado conforme as suas necessidades enquanto estudante, respeitando seus limites, sua agenda pessoal e os seus avanços no aprendizado. Por isso, a graduação em Gestão Hospitalar EAD é uma alternativa que merece ser analisada com atenção por você!

[embedar vídeo aqui: https://youtu.be/6h6QHwss-fY?si=xCS7xXMeVTIFRd33]

Quais são as disciplinas cursadas em um curso de Gestão Hospitalar?

Como mencionamos, a graduação em Gestão Hospitalar aborda temas relacionados às áreas da Administração e da Saúde. Para que você conheça melhor esse curso e entenda um pouco mais sobre os conteúdos que serão estudados ao longo dos semestres, vamos listar, a seguir, algumas das disciplinas que compõem a grade curricular dessa formação.

No que se refere especificamente ao campo da administração, estas são algumas delas:

  • Aproximação ao Ambiente Profissional;
  • Comunicação Empresarial;
  • Diversidade e Cultura Organizacional;
  • Estatística Básica;
  • Fundamentos de Contabilidade;
  • Fundamentos do Direito;
  • Planejamento Financeiro e Orçamentário;
  • Teoria Geral da Administração;
  • TICs Aplicadas às Informações Gerenciais.

Como explica Mirna Passos, professora e coordenadora do curso: “Nossas disciplinas vão atuar nas diferentes necessidades da gestão que vão ajudar a gerenciar, controlar custos e planejar”. Ou seja, aspectos técnicos indispensáveis para estruturar processos internos, realizar uma governança efetiva, organizar e otimizar recursos financeiros e garantir a operação de serviços institucionais.

Agora, confira as disciplinas que trazem um foco maior em gestão voltada para a área da saúde:

  • Administração da Produção em Saúde;
  • Epidemiologia e Estatística Vital;
  • Estrutura de Estabelecimentos de Saúde;
  • Ética e Bioética;
  • Gestão da Cadeia de Suprimentos em Saúde;
  • Gestão da Qualidade e Acreditação Hospitalar;
  • Gestão de Contratos e Planos de Saúde;
  • Gestão de Recursos Humanos em Saúde;
  • Gestão em Serviços de Saúde e Hotelaria Hospitalar;
  • Gerência da Assistência em Saúde;
  • Legislação e Direito em Saúde;
  • Segurança do Paciente e Biossegurança;
  • Sistemas de Informação em Saúde.

“Cada aula, cada vídeo, é pensado para que você esteja preparado para esse mercado”, afirma Mirna Passos. E isso não é à toa; o setor de saúde tem especificidades que precisam ser estudadas, destrinchadas e dominadas para garantir uma assistência à população sem riscos. É o caso da legislação do Sistema Único de Saúde, das normas técnicas de biossegurança, das orientações dos órgãos de saúde sobre qualidade e acreditação hospitalar etc. Conteúdos que, como você viu acima, são aprofundados na sua formação.

Como é o corpo docente da graduação em Gestão Hospitalar na Unyleya?

“Aqui na Unyleya, temos um corpo docente diferenciado, de alta excelência. A maioria mestres e doutores”, destaca Mirna Passos. Afinal, profissionais com vasta formação acadêmica proporcionam um aprendizado mais didático, com um melhor desenvolvimento de atividades institucionais e alinhado com as principais práticas de uso de tecnologias de ensino.

Além disso, professores que têm mestrado e doutorado contam com um maior domínio da metodologia de pesquisa científica, o que é ideal para promover a iniciação dos alunos nesse tipo de produção. Fora que os próprios docentes têm artigos e outros arquivos já publicados em revistas e periódicos nacionais e internacionais.

Muitas vezes, materiais que já foram premiados e reconhecidos na comunidade científica — algo que só consolida o saber teórico e técnico desses profissionais.

Quais são as funções de um gestor hospitalar?

Como indicamos na introdução deste post, o gestor hospitalar tem a importante função de gerenciar os sistemas de saúde. Isso inclui todos os profissionais que fazem parte das diferentes equipes de trabalho, os materiais e os equipamentos necessários ao atendimento da população, além dos recursos financeiros da instituição.

Independentemente do tamanho e da infraestrutura do seu local de trabalho, o gestor terá uma rotina bastante intensa e dinâmica. E para que você tenha uma visão geral das atribuições desse profissional, listamos algumas das funções que ele pode exercer conforme os diferentes departamentos da instituição.

Administração e planejamento de negócios

Um gestor hospitalar deve conseguir desenvolver estratégias para organizar o dia a dia das instituições hospitalares e colocá-las em prática para garantir o bom andamento das questões burocráticas e administrativas.

Para isso, é importante que o profissional de Gestão Hospitalar se mantenha atento à rotina do local, conhecendo a fundo todas as normas regulatórias de cada setor, supervisionando as atividades e acompanhando os procedimentos necessários.

Comunicação, marketing e atendimento ao consumidor

Garantir um atendimento de qualidade deve ser uma das principais premissas da instituição, assim como a manutenção da qualidade da imagem que ela transmite aos seus diferentes públicos.

Nesse aspecto, o gestor deve trabalhar em conjunto com os profissionais da área de marketing e Relações Públicas para estabelecer um bom relacionamento com clientes potenciais e empresas conveniadas ao seu estabelecimento. Dessa forma, a equipe pode pensar em campanhas de comunicação eficientes e prezar pelo clima de satisfação com relação aos serviços prestados.

Gestão de qualidade

A manutenção do padrão de qualidade da instituição e a melhoria contínua dos processos são elementos primordiais pelos quais o administrador também deve zelar.

Para conquistar esse objetivo, o segredo é investir em treinamentos constantes, ações de capacitação, além de certificação e acreditação hospitalar ou de serviços de saúde que ajudem a garantir a excelência da empresa e o seu reconhecimento no mercado.

Conservação e limpeza

Cuidar da limpeza, da conservação e também da manutenção da infraestrutura e dos equipamentos é muito importante para qualquer empresa. Porém, quando falamos em espaços que cuidam da saúde e do bem-estar das pessoas, essa questão se torna indispensável.

Aqui, a função do gestor é garantir que as normas de higiene sejam seguidas rigorosamente e que tudo esteja em pleno funcionamento com eficiência e segurança. Dos leitos de emergência e salas de cirurgia às salas de espera e ferramentas necessárias para a realização dos diversos procedimentos, todos os setores precisam dos cuidados adequados para entregar o melhor atendimento aos pacientes.

Compras e almoxarifado

Garantir bons relacionamentos com os fornecedores e ter um controle rigoroso dos materiais e medicamentos em estoque, bem como das entradas e saídas, é essencial para manter uma logística hospitalar eficiente. Desse modo, é possível garantir que nada falte no dia a dia do hospital.

Além dessa importantíssima função, o gestor responsável por esse setor — também conhecido como supply chain — deve cuidar do correto armazenamento de todos os produtos adquiridos, além de fazer as cotações necessárias, avaliando custos e quantidades para evitar desperdícios sem abrir mão da qualidade.

Hotelaria hospitalar

Uma estadia tranquila, com um atendimento de qualidade prestado por profissionais prestativos e atenciosos, também está entre os fatores que contribuem para a boa recuperação dos pacientes.

Por isso, o administrador hospitalar deve estar atento a questões como a boa gestão dos leitos, a pontualidade nos atendimentos e serviços, além do tratamento recebido pelos pacientes durante o período das consultas ou internações.

Departamento financeiro

Como qualquer gestor, o profissional voltado ao setor da saúde também deve estar bem informado sobre a saúde financeira da instituição para a qual trabalha. Isso é importante para que se possa garantir o bom andamento dos negócios ao longo dos anos.

Nessa área, é preciso desenvolver habilidades de negociação e boa organização para lidar com as parcerias e contratos firmados com convênios, empresas, fornecedores e colaboradores. Além disso, elaborar um sistema eficiente de controle de despesas e receitas também faz parte das atribuições do profissional.

Recursos humanos

Por fim, para garantir o bom atendimento ao público, é muito importante contar com uma equipe comprometida e qualificada — dos médicos, técnicos e enfermeiros aos colaboradores do departamento administrativo e do time de apoio.

Aqui, cabe ao administrador estabelecer um método eficaz de gerenciamento, que inclui etapas como:

  • recrutamento e seleção dos melhores profissionais;
  • treinamento e capacitação de toda a equipe;
  • organização dos horários de trabalho, escalas e plantões;
  • desenvolvimento de processos burocráticos (folhas de ponto, pagamentos e descontos);
  • calendário de folgas e férias.

Além de realizar essas atividades, o departamento de recursos humanos ainda tem a importante tarefa de zelar pela qualidade de vida de seus colaboradores no ambiente corporativo. Para isso, é preciso garantir boas condições de trabalho, segurança e ferramentas que contribuam para a realização das suas funções.

Como você pode perceber, a carreira como gestor hospitalar oferece uma ampla gama de possibilidades de atuação no setor. Para complementar este assunto, no próximo tópico falaremos um pouco mais sobre as oportunidades que o profissional formado nessa área pode encontrar no mercado de trabalho. Vamos lá?

Como está o mercado de trabalho para os formados nesse setor?

É importante observar que a carreira de quem se forma na graduação em Gestão Hospitalar não está restrita somente à atuação em hospitais, sejam eles da área pública ou do setor privado. Afinal, esse profissional também pode desempenhar um importante trabalho em clínicas, consultórios, centros de saúde, casas de repouso, spas, laboratórios e ambulatórios, entre outros lugares.

Tendo em vista essa amplitude de opções, é natural que a média salarial apresente variações bastante notáveis. O valor fica em torno de “R$ 2.574,71” para trainees e colaboradores de pequenas empresas e chega a atingir a faixa de “R$ 16.545,67” para os profissionais que já conquistaram níveis seniores e cargos de liderança em grandes empresas, de acordo com os dados do site Educa Mais Brasil em janeiro de 2024.

No entanto, é importante avaliar que essa ascensão salarial depende muito do tempo de carreira apresentado pelo gestor e das titulações adquiridas ao longo de sua trajetória nesse campo de atuação. É o caso de especializações, mestrados e doutorados. Quanto mais extenso for o seu currículo, melhor é o seu retorno financeiro. Em especial, se você é concursado e pretende passar em alguma seleção pública em que há gratificação por títulos.

Qual é o perfil profissional do gestor hospitalar?

Após conhecer mais sobre a graduação em Gestão Hospitalar e todas as oportunidades interessantes que essa área pode oferecer para o seu futuro profissional, vamos listar algumas habilidades que podem ajudar você a descobrir se tem o perfil indicado para apostar nessa profissão. Veja a seguir!

Interesse por atividades gerenciais

Vamos começar com essa característica que é pré-requisito para que você se saia bem na função de gestor. Afinal, o interesse pela área — incluindo tanto seus pontos positivos quanto suas dificuldades — é primordial para garantir a conquista de bons resultados e mais qualidade de vida ao exercer uma atividade que atenda aos seus objetivos pessoais e profissionais.

Além disso, essa postura positiva ajudará na realização das atividades cotidianas com mais fluidez e eficiência, permitindo o melhor aproveitamento dos recursos humanos, materiais, tecnológicos e financeiros da instituição.

Habilidades de liderança

Para estar à frente de decisões tanto estratégicas quanto cotidianas, o gestor precisa ser um bom líder. Isso significa que ele deverá saber como se relacionar com todos à sua volta, demonstrando sempre empatia e confiança para que a equipe se sinta motivada e se mantenha engajada em suas atividades.

Portanto, é mais do que saber atribuir funções, montar times com foco em performance, definir projetos, estabelecer metas e cobrar resultados. É saber orientar quando há dúvidas, dar suporte nas dificuldades, incentivar o crescimento conjunto e promover a responsabilidade conjunta sobre o sucesso obtido.

É um exercício constante que, quando bem realizado, não apenas garante bons resultados para o clima organizacional, mas também se reflete em um atendimento de excelência ao público.

Pensamento estratégico

O dia a dia de uma instituição de saúde envolve inúmeras tarefas e exige do profissional uma habilidade para lidar com as dificuldades e elaborar táticas para a solução de problemas de forma rápida e eficaz.

Nesse aspecto, o desenvolvimento de um raciocínio lógico e uma visão estratégica dos negócios se torna um grande diferencial na hora de elaborar alternativas criativas sem deixar de lado a postura ética diante das situações desafiadoras.

Afinal, se os problemas não são resolvidos em tempo hábil, eles passam a se acumular e a reverberar em toda a empresa. Não apenas na parte administrativa, mas nos serviços de saúde. O que, por sua vez, afetará a relação da instituição com os clientes.

Bom relacionamento interpessoal

Quem se forma no curso de graduação em Gestão Hospitalar precisa lidar diariamente com outros profissionais e liderar equipes de setores diferenciados. Para que isso aconteça adequadamente, é muito importante que ele desenvolva boas habilidades de relacionamento e gestão de pessoas.

Dessa forma, é possível garantir a harmonia no ambiente de trabalho e uma relação de maior transparência entre a gestão e os diferentes colaboradores, que se sentirão mais confiantes para exercer suas atividades, resultando em mais qualidade e eficiência.

Facilidade com questões relacionadas à área

Aprender a conciliar as demandas da área da saúde com os conhecimentos do segmento administrativo é essencial para manter um bom desempenho em sua trajetória como gestor hospitalar.

Afinal, essa postura é o que habilita você a buscar constantemente práticas mais efetivas para atender às necessidades dos pacientes e a conhecer as demandas públicas da região onde a instituição de saúde está inserida, sem perder de vista as questões administrativas que garantem a viabilidade e a sobrevivência do serviço (seja ele público, seja ele privado).

Capacidade para trabalhar sob pressão

Sabemos como o dia a dia em uma instituição voltada aos cuidados com a saúde pode ser intenso e repleto de desafios. Essa realidade também exige que o gestor seja bastante dinâmico e aprenda a lidar com agilidade e destreza com questões como orçamentos apertados, necessidade de mão de obra qualificada, ausência de materiais e equipamentos e, ainda, o gerenciamento de pessoas.

Nesses momentos, é imprescindível que o profissional tenha uma boa inteligência emocional para se manter equilibrado e conseguir avaliar a situação de forma estratégica. Isso vai permitir tomar decisões eficientes em tempo hábil, sem perder a objetividade e a segurança — habilidades que fazem toda a diferença para um líder, independentemente de sua área de atuação.

Onde o gestor hospitalar pode trabalhar?

Com uma formação tão essencial para o funcionamento de centros hospitalares, os formados na graduação em Gestão Hospitalar encontram oportunidades para ingressar em diferentes hospitais. Contudo, está equivocado quem acredita que esse é o único local de atuação do profissional no mercado de trabalho. Listamos a seguir outros lugares onde ele pode construir carreira. Veja:

  • pronto-socorro;
  • clínica e policlínica;
  • consultório médico;
  • ambulatório;
  • laboratório clínico;
  • casa de repouso;
  • centro de estética;
  • secretaria de saúde;
  • Centro de Atenção Psicossocial (CAPS);
  • Unidade Básica de Saúde (UBS).

Vale lembrar que o gestor hospitalar pode exercer várias funções, como já vimos neste post. Consequentemente, consegue ocupar diferentes cargos nos locais que listamos. Outro ponto importante é que as possibilidades de atuação estão tanto na rede privada quanto na rede pública de saúde.

Além disso, quem faz a graduação em Gestão Hospitalar pode até mesmo seguir o caminho do empreendedorismo e prestar consultoria para ajudar a melhorar os processos internos de estabelecimentos de saúde. Assim, existe um amplo leque não só de locais, mas especialmente de postos que um gestor hospitalar pode ocupar.

Para obter uma formação de qualidade e se capacitar de forma satisfatória para realizar todas as atividades que mencionamos ao longo deste post, é fundamental escolher uma boa instituição de ensino. Por isso, observe se ela tem tradição na área de educação e conta com uma infraestrutura moderna e alinhada às inovações tecnológicas do setor educacional.

Também é importante se informar em relação ao corpo docente, que deve ser composto por profissionais qualificados e experientes, e à avaliação do curso e da instituição junto ao Ministério da Educação (MEC). Esses aspectos dizem muito sobre a qualidade da vida acadêmica que você terá.

Na Unyleya, a graduação em Gestão Hospitalar é oferecida na modalidade de Educação a Distância, com um curso 100% online que oferece atenção individualizada dos docentes. Vale a pena investir nessa formação que abre tantas portas no mercado de trabalho para que você construa uma carreira de sucesso enquanto faz a diferença na vida de quem necessita dos cuidados de uma instituição de saúde.

Quer conhecer mais sobre a graduação em Gestão Hospitalar? Então, entre em contato agora mesmo com a Unyleya e comece a construir o seu futuro!

4.1/5 - (10 votes)
Comentários

QUER SABER SOBRE OS MAIS DE 1.800 CURSOS A DISTÂNCIA?

Saiba mais sobre os cursos de Pós-Graduação EAD

Saiba mais sobre os cursos de Graduação EAD


Copyright Unyleya ©. Todos os direitos reservados.