Connect with us

Inicie Sua Carreira

6 livros sobre meio ambiente para conhecer mais sobre a área

Livros sobre meio ambiente
Tempo de Leitura: 4 minutos

Ler livros sobre meio ambiente é uma experiência de grande impacto positivo, pois ajuda a conhecer mais sobre a área da Gestão Ambiental, compreender o contexto atual da preservação da natureza e entender melhor os problemas e desafios envolvidos nisso.

Indo além dos benefícios de aprender mais sobre determinado assunto e ter um bom desenvolvimento de carreira, a leitura ajuda a estimular o senso crítico, a criatividade, a empatia e diversas outras habilidades que são úteis para a sua vida profissional e pessoal.

Por isso, neste post, queremos indicar algumas ótimas obras para leitura, que abordam como tema central o meio ambiente. A seguir, veja 6 títulos para ler e se inspirar! 

1. A ferro e fogo, de Warren Dean

No livro “A ferro e fogo”, Dean traz a perspectiva do desmatamento de um dos maiores biomas do país associado ao desenvolvimento econômico do Brasil. Com isso, mostra a trajetória desde a chegada dos portugueses, a colonização, até as épocas contemporâneas, apontando como diversos processos colaboraram para a destruição de quilômetros quadrados de florestas da Mata Atlântica do nosso território.

Warren Dean também propõe uma análise sobre a formação da Mata Atlântica, a partir da divisão da Pangeia, e o desenvolvimento da fauna e flora presentes na vasta biodiversidade dos locais que já foram abrigados por esse bioma. 

O autor também traz uma visão crítica de que, desde que o primeiro grupo de homens começou a explorar a Mata Atlântica, há cerca de 13 mil anos, foram iniciadas práticas danosas, como o uso do fogo que provocava queimadas. Dean mostra também como essa interação do homem com o ambiente ficou ainda mais nociva depois da agricultura.

No geral, é uma obra muito indicada para quem quer ter um referencial teórico para estudos e pesquisas sobre a interação do homem com o meio ambiente e a respeito da devastação do país.

2. Uma trajetória ambientalista, de Paulo Nogueira-Neto

Paulo Nogueira-Neto é uma grande referência de estudos sobre o desenvolvimento sustentável do Brasil. Em “Uma trajetória ambientalista”, são reunidos 120 cadernos que o autor utilizou como diário, registro de viagens e anotações de reuniões, por 45 anos de sua carreira.

Nogueira-Neto ocupou o cargo de Primeiro Secretário Nacional do Meio Ambiente entre os anos de 1974 e 1986 e relata experiências pessoais sobre o que aconteceu no setor ambiental nessa época. No entanto, essa obra vai além de um retrato autobiográfico, pois apresenta também leis, tratados, conferências, entre outros fatos que foram de grande relevância para a preservação ambiental.

A leitura de “Uma trajetória ambientalista” é enriquecedora, principalmente para quem quer seguir carreira como gestor ambiental, tendo em vista que ajuda a desenvolver um senso crítico sobre o que ocorreu nos últimos 50 anos desse setor no país.

3. As Amazônias, de Bertha Becker

Bertha Becker foi uma geógrafa que estudou a Amazônia por cerca de 30 anos. Nessa obra, ela tenta propor um ponto de vista único, que integra diversos interesses, para conciliar tanto a preservação ambiental da Floresta Amazônica quanto o desenvolvimento econômico com base nos recursos naturais.

Para Becker, isso implica que empresas de grande porte devem atuar em conjunto com pequenos produtores, a fim de aproveitar os recursos locais para o comércio nacional e internacional. No entanto, é preciso tomar medidas de prevenção, com o objetivo de evitar a destruição da região e impedir a exploração predatória dos elementos naturais.

Em “As Amazônias“, a autora também desmente alguns conceitos preestabelecidos da região ao mostrar como há um crescimento da taxa de urbanização no local e um alto desenvolvimento demográfico, com um total de aproximadamente 20 milhões de habitantes.

4. Avaliação de impacto ambiental, de Luis Enrique Sánchez

Luis Enrique Sánchez atua com Planejamento e Gestão Ambiental. Seus principais focos de estudos giram em torno da avaliação da possibilidade de recuperação das áreas afetadas pela degradação e do impacto socioambiental de atividades econômicas.

Na obra “Avaliação de impacto ambiental: conceitos e métodos“, Sanchéz mostra dados e informações que servem como base de estudos sobre as atividades econômicas, considerando a responsabilidade socioambiental, para quem busca adotar medidas que promovam o desenvolvimento, ao mesmo tempo que evitam impactos nocivos no meio ambiente.

5. Primavera silenciosa, de Rachel Carson

Primavera silenciosa” foi publicado em 1962. Nessa época, a bióloga Rachel Carson, com uma linguagem simples, já fazia considerações incríveis sobre o uso dos recursos naturais e seus impactos negativos causados no meio ambiente.

Uma de suas maiores preocupações era de como o uso de substâncias químicas no dia a dia, como os inseticidas, era capaz de interferir nos processos celulares de diversos seres vivos, incluindo os seres humanos, e de como isso causava um grande impacto na saúde das pessoas e da natureza.

No ano de 2000, a Escola de Jornalismo de Nova York reconheceu a obra “Primavera silenciosa” como uma das maiores reportagens investigativas do século. Esse livro também recebeu diversas críticas da indústria química na época, por conta de seu conteúdo conscientizador.

6. Ideias para adiar o fim do mundo, de Ailton Krenak

Ailton Krenak é um ambientalista indígena que volta os seus trabalhos para apontar os impactos socioambientais da exploração predatória dos recursos naturais. Nascido na região do vale do Rio Doce, o autor constantemente mostra a sua preocupação com os desastres ambientais ocorridos em Minas Gerais, como o rompimento da barragem de Mariana.

Em “Ideias para adiar o fim do mundo”, Krenak mostra como a concepção de que o ser humano é separado da natureza é totalmente equivocada e nociva. Para que a humanidade exista, é necessário que o meio ambiente esteja saudável. Com exemplos simples e referências à cultura indígena, o autor faz reflexões importantes sobre como o homem é igual a todos os seres, refutando as noções de superioridade que tanto permeiam a sociedade.

Esse é um livro de leitura rápida, mas que traz grandes levantamentos. Por isso, esse título é uma boa sugestão tanto para os estudos quanto para ler em seu tempo livre, como um passatempo.

Ler livros sobre meio ambiente é uma excelente maneira de se preparar para fazer uma graduação na área. Afinal, buscar fontes enriquecedoras de conhecimento é também uma ótima estratégia de investir no desenvolvimento pessoal e profissional e adquirir habilidades para se destacar com facilidade no mercado de trabalho, principalmente no segmento de Gestão Ambiental.

Este post deixou você com curiosidade sobre a interação do homem com o meio ambiente e a preservação ambiental? Então considere fazer uma graduação e seguir carreira nessa área. Para isso, conheça o nosso curso tecnológico em Gestão Ambiental!


Comentários

QUER SABER SOBRE OS MAIS DE 1.400 CURSOS A DISTÂNCIA?

Saiba mais sobre os cursos de Pós-Graduação EAD

Saiba mais sobre os cursos de Graduação EAD


unyleya.edu.br

Copyright 2020 Unyleya ©. Todos os direitos reservados.