Connect with us

Bit&Byte

Criptografia: um guia sobre a área e suas oportunidades

A criptografia como área fundamental da segurança de dados: entenda como funciona esse campo da tecnologia e saiba qual é seu papel!

criptografia
Tempo de Leitura: 10 minutos

A tecnologia avançou ao ponto em que a sociedade tem uma grande parte de suas atividades cotidianas realizadas em ambiente digital. Ao mesmo tempo em que esse cenário é positivo, há a contrapartida dos riscos relacionados à segurança de dados, os quais estão sempre em fluxo intenso e com informações importantes. Por conta disso, a criptografia se tornou fundamental.

Há diferentes parâmetros de segurança utilizados por empresas em transações on-line, sites em atividades simples de navegação e diversas plataformas. A criptografia é um método que está entre os mais básicos e necessários, o que mostra como o conhecimento sobre esse desenvolvimento se faz relevante. Hoje em dia, dominar a criptografia é se posicionar bem no mercado!

Neste conteúdo, falaremos um pouco mais sobre essa área de trabalho, sobre como o método de segurança é importante e de que forma ele gera oportunidades. Continue a leitura e saiba mais!

O conceito de criptografia

Vamos pensar em uma situação hipotética: você está em uma viagem fora de seu país. Em algum momento, se encontra em uma loja e julga que os preços dos produtos estão muito altos, mas não quer ser indelicado e comentar perto do vendedor. Para evitar o constrangimento, você fala com um amigo que acompanha na viagem em sua língua nativa, de modo que o vendedor não entenda.

Na teoria, você só falou em um outro idioma, mas na prática decodificou a mensagem, justamente por saber que falar em outra língua protegeria o entendimento. Esse exemplo que damos é para que, de maneira fácil, você entenda que a criptografia é o campo tecnológico voltado para decodificar, ou seja, proteger dados em qualquer atividade digital.

Na atualidade, mais do que podemos pensar, há um intenso volume de informações transitando entre diferentes pontos durante qualquer atividade. Ao abrir uma página da web por meio de um navegador, uma série de dados estão em transição. No entanto, essas informações não podem estar acessíveis a qualquer um. Elas só convêm a quem faz o acesso e à página que é acessada.

A criptografia cria uma proteção digital para todas as solicitações, dados e informações que transitam na web. Quando uma pessoa não autorizada tenta acessar esse conteúdo, automaticamente fica impossibilitada. Seguindo o exemplo, é como se ela tentasse ler essas informações em um idioma sobre o qual não tenha o mínimo conhecimento.

A criptografia é tão fundamental nos dias de hoje justamente porque estamos na era digital. Nesse cenário, o fluxo de dados é crescente e deve aumentar ainda mais. Se há tanta informação importante transitando de um ponto a outro, naturalmente há maiores riscos de perdas, roubos ou vazamentos desses conteúdos sigilosos.

O funcionamento da criptografia

A criptografia funciona de maneira complexa em sua construção, mas simples no entendimento. Esse processo de decodificação da mensagem tem o objetivo de fazer com que apenas o emissor e o receptor do conteúdo tenham acesso. Desse modo, quando há uma comunicação entre as duas partes, o protocolo da criptografia estabelece chaves de acessos que só esses dois pontos têm.

Somente com essa autorização é possível receber a mensagem de forma transparente e compreensível. Assim, se alguma atividade criminosa ou mal-intencionada interceptar o conteúdo, os dados e informações estarão incompreensíveis e, por não ter a chave de acesso, essa pessoa não vai compreender aqueles dados que obteve.

Falando da parte técnica, a criptografia utiliza algoritmos para proteger as informações. Eles geram, por meio de cálculos dinâmicos, combinações diferentes de elementos que criam um código para proteger aquela mensagem. Assim, a única forma de receber esses dados de forma compreensível é ter uma das chaves de acesso.

O que protege essas mensagens é o protocolo de segurança, o qual está habilitado apenas para os envolvidos nessa troca de informações. Assim, toda vez que há essa conexão e o fluxo de dados, novas decodificações são geradas, o que garante que as informações estejam criptografadas em qualquer momento em que haja uma interação digital.

Os principais métodos de criptografia existentes

A criptografia evolui junto com a tecnologia. Atualmente, com a grande transição para a era digital, cada vez mais o ambiente on-line é plataforma de troca de informações. Por exemplo, realizar transações financeiras é algo comum ao cotidiano e, por lidar com dinheiro, é fundamental ter sistemas de decodificação que sejam totalmente seguros e eficazes.

Esse desenvolvimento do digital também trouxe evolução nos métodos e tentativas de ciberataques e crimes dessa categoria. Em paralelo, a criptografia ganhou diversas variações, ou seja, diferentes métodos de proteção das informações, mas sempre seguindo o mesmo conceito de aplicação. Conheça os diferentes tipos a seguir!

Chave simétrica

Método mais simples, consiste em permitir que emissor e receptor da informação usem a mesma chave de criptografia. Assim, ela poderá codificar e decodificar, sendo autorizada somente para os dois pontos. A simetria é justamente pelo fato de usarem a mesma chave.

Chave assimétrica

A chave assimétrica gera dois modelos de criptografia: privado e público. A privada é aquela em que o emissor cria sua chave e autoriza a entrada de quem for de sua vontade, mas sem revelar essa chave. Já a pública é diferente: o emissor informa a quem desejar o acesso qual é a chave.

Data Encryption Standard (DES)

Criptografia que trabalha com chaves de 56 bits, as quais permitem até 72 milhões de combinações. Hoje, a DES não é considerada uma das mais seguras, já que não foi capaz de acompanhar o desenvolvimento dos ataques.

International Data Encryption Algorithm (IDEA)

Semelhante ao DES, a IDEA usa chaves de 168 bits para permitir o acesso por meio de dois pontos. Naturalmente, ela também é vista como um método ultrapassado.

Ron’s Code / Rivest Cipher (RC)

Algoritmo de criptografia comumente utilizado em e-mails, com chaves que podem ir de 8 a 1024 bits. Há diferentes níveis de complexidade nas diferentes versões da RC, que são a RC2, RC4, RC5 e RC6.

Advanced Encryption Standard (AES)

AES é a criptografia avançada, reconhecidamente o melhor método que há atualmente. Em 128 bits, a criptografia se torna mais forte porque também é receptiva às chaves de 192 e 256 bits. O seu padrão é reforçado, o que garante maior segurança.

Blowfish

Tem uma estrutura peculiar: as informações retidas na criptografia ficam em dois compartimentos, cada um de 64 bits. Muito comum, a aplicação desse método é voltada para e-commerces, já que esse tipo de proteção é eficaz para garantir a não exposição de dados pessoais.

Twofish

Como o nome indica, o Twofish é um modelo que varia do funcionamento original do Blowfish. A diferença é simples: os compartimentos que transmitem os dados são de 128 e 256 bits.

A importância da criptografia e seus impactos no mundo hoje

A segurança digital é vista como um dos pilares da relação da sociedade com a tecnologia na atualidade. Estamos conectados para tudo: conversar, trabalhar, assistir programas e filmes, comprar, agendar consultas médicas, pagar contas e o que mais for possível. No entanto, sem métodos seguros, não há a certeza de que todas essas atividades estejam livres de riscos.

Hoje, a criptografia pode ser considerada um dos principais parâmetros de segurança aos quais sistemas, websites e aplicações estão submetidos. É um método básico ao nível de ser praticamente essencial. Isso faz com que tenha um papel de destaque no cenário da segurança cibernética do momento atual.

A seguir, entenda melhor como esse método de proteção de dados tem trazido mais segurança para as atividades básicas da sociedade no âmbito digital.

Suporte à transformação digital

Empresas não sobrevivem mais sem tecnologia. Seja para gerir seus negócios, seja para oferecer recursos a seu público, o digital é a plataforma e o cenário principal. No entanto, a segurança é uma das preocupações mais importantes quando se aprofunda em tecnologia. A criptografia ocupa um espaço totalmente positivo relacionado a contribuir para a transformação digital.

Sem segurança, seria difícil acreditar que empresas investiriam em recursos que pudessem ajudá-las. Por isso, antes de entregar uma nova conveniência ao mercado, por exemplo, essas companhias se certificam de que a solução chegará confiável ao consumidor. Isso só é possível graças aos recursos de proteção, tendo a criptografia como o mais básico e fundamental entre eles.

Desenvolvimento de aplicações seguras

Desenvolver sites e aplicações gerais é um trabalho que precisa ser baseado em parâmetros de segurança de fácil aplicação. Meses ou até anos de trabalho não podem ser arriscados sem que haja testes e a garantia de um ambiente totalmente protegido. Nessas aplicações, há a constante troca de informações, o que significa que é realmente necessário manter o ambiente confiável.

A possibilidade de criptografar essa troca de dados é uma plataforma de confiança na qual os profissionais de desenvolvimento se apoiam. Projetar funcionalidades é só o início do trabalho na criação de um app, por exemplo. Para que seja funcional, é necessário contar com alguns recursos. Nesse cenário, a segurança que a criptografia oferece permite que a tecnologia avance cada vez mais.

Melhora na relação entre empresas e clientes

Quando a internet ainda passava por desenvolvimento, mas já era uma realidade, as compras on-line geravam muita desconfiança. Além da dúvida sobre comprar e não chegar, havia também a incerteza sobre informar dados pessoais e financeiros. Isso ficou para trás sobretudo por conta do avanço de parâmetros e recursos, algo do qual a criptografia faz parte como base.

Um cliente espera que essas interações mínimas sejam seguras. Informar um e-mail de contato e um número de telefone é algo muito corriqueiro hoje quando se navega na web. No entanto, ainda há riscos de vazamento desses dados. Uma empresa que aplica os melhores métodos de criptografia está à frente no mercado. A razão é simples: ela aumenta sua credibilidade com o público!

Adequação à Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD)

O dia 16 de agosto de 2020 vai marcar uma importante data para as empresas: o início da vigência da LGPD, sancionada e anunciada ainda em 2018. A lei é clara e reforça a obrigação de empresas em relação à gestão de dados de terceiros com total segurança e discrição. Para isso, as companhias precisam se certificar de que estão garantindo todos os recursos de proteção possíveis.

Caso contrário, o cenário pode ser muito negativo e perigoso para a continuidade das atividades dessas empresas. As multas por descumprimento judicial podem chegar a R$ 50 milhões, o que compromete companhias de menor porte. A ideia da LGPD é combater o vazamento de dados e garantir que as empresas só façam o uso devido dessas informações.

Os benefícios da aplicação da criptografia

A aplicação da criptografia traz o desenvolvimento de recursos e possibilidades que se apresentam de maneira positiva tanto para empresas como para a própria sociedade. Esse ganho é explorado de diferentes formas, o que reforça como a segurança digital é uma prioridade nos dias de hoje. A seguir, entenda um pouco melhor como a criptografia se concretiza por meio de benefícios.

Garante o uso de big data pelas empresas

O big data garante que as empresas consigam captar, gerenciar e analisar um grande volume de dados, o que seria impossível em outras épocas. Essas informações incluem dados de pessoas que autorizaram o uso, por isso a responsabilidade cresce ainda mais. Hoje, só se torna possível lidar com todo esse conteúdo porque há recursos suficientes para que ele seja devidamente protegido.

Quando estão em trânsito das fontes para o banco de dados, essas informações podem ser interceptadas ou, por falhas, vazarem e serem perdidas. Esse é um movimento recorrente no fluxo do trabalho, mas que não se torna perigoso por conta da criptografia aplicada nos dados. Assim, é possível movimentá-los sem a preocupação sobre sua segurança.

É um recurso fundamental na gestão da tecnologia da informação

A gestão da tecnologia da informação é um importante campo de trabalho presente em diversas empresas. Algumas são voltadas para a prestação de serviços, como o desenvolvimento de soluções personalizadas aos clientes. No entanto, é uma área de trabalho que também pode ser vista de forma interna em grandes companhias. Nos dois casos, gerir a segurança é fundamental!

Esse trabalho se trata de checar práticas e métodos utilizados nos fluxos de trabalho, além de analisar softwares e a segurança de servidores, por exemplo. Para toda essa demanda, naturalmente é necessário garantir os melhores parâmetros, o que inclui a criptografia.

Protege o uso da nuvem

A nuvem é um dos principais recursos tecnológicos amplamente difundidos entre a sociedade em nossa época. Esse método de armazenagem de dados e sistemas está disponível para qualquer um, desde usuários comuns que querem armazenar os seus arquivos fora de HDs até empreendimentos que gerenciam todo o seu trabalho e rodam sistemas e ferramentas a partir das nuvens.

Esses ambientes on-line estão em constante atividade, sempre enviando e recebendo arquivos e informações importantes. Seja com novas inserções, seja com backups, há esse fluxo de ida e volta que também pode estar em risco sem proteção. No entanto, as nuvens são extremamente seguras e contam com a criptografia de dados como o principal parâmetro de proteção.

A criptoanálise e seus desafios

A criptografia é construída por meio do desenvolvimento das chaves de acesso e esse campo da segurança digital está em um patamar desenvolvido na atualidade. O trabalho consiste em estudar, por meio de testes, quais novos padrões podem ser gerados para aumentar a confiabilidade da decodificação de informações.

Na prática, a ideia é trabalhar de maneira aprofundada para entender quais métodos se tornam mais difíceis de sofrerem interceptação e roubo de informações. O desafio desse campo da criptoanálise consiste em estar sempre à frente do que há em desenvolvimento para quebrar essas cifras de conteúdos.

O trabalho também é feito com o suporte de pessoas qualificadas, que sabem como trabalhar para violar a criptografia. Assim, é como se esses profissionais estudassem profundamente o problema para então encontrar a solução. O resultado vem em chaves cada vez mais seguras, complexas e capazes de lidar com qualquer tipo de ameaça, ainda que elas nem tenham sido criadas.

A aplicação prática da criptografia

Nem sempre a teoria é suficiente para entender alguns conceitos como a criptografia. Até aqui, sabemos como ela funciona a nível de segurança de dados, então é hora de ver alguns exemplos práticos de como esse método funciona em diversas atividades e operações cotidianas de pessoas e empresas. Confira as principais a seguir!

Certificados digitais

Os certificados digitais são mecanismos que empresas utilizam para emitir notas e documentos fiscais com total segurança. Isso impede que terceiros usem informações e dados dessas companhias de forma indevida, já que de alguma forma eles podem ter acesso. A ideia é gerar uma autorização automática diante da conferência de alguns dados certificados por esse sistema.

Nesse caso, a criptografia é o que protege a troca de informações entre o sistema geral que emite a autorização à emissão do documento e o computador usado pela empresa. Quando a solicitação é feita, uma série de parâmetros são checados por meio dessa conexão e, nesse caso, a criptografia protege esse fluxo de dados em trânsito. Assim, todo esse processo fica totalmente protegido.

Aplicativos de mensagens

Os aplicativos de mensagem, como WhatsApp, utilizam a criptografia da maneira mais simples e básica, mas fundamental: protegem as mensagens que vão de um celular ao outro, evitando que elas vazem durante um ataque ou por conta de falha do sistema. Assim, os usuários têm a garantia de que ninguém tem acesso ao conteúdo enviado e recebido para seus contatos no dia a dia.

É sempre bom para os usuários se manterem atentos sobre os parâmetros de proteção das informações e até mesmo entender a fundo como a criptografia funciona. Ela não garante, por exemplo, que um celular esteja livre de um hackeamento e roubo da mensagem, caso ela esteja armazenada nele. O papel do parâmetro é garantir a segurança em trânsito fora de aparelhos.

Proteção no acesso a sites

Diariamente, um usuário da web entra em sites de todos os tipos, desde os de notícias, passando pelo internet banking, até os e-commerces. Em cada um desses acessos, há a troca de informações, o que já representa riscos caso não haja parâmetros fortes de segurança. Já reparou que alguns desses sites têm um cadeado antes do endereço, lá no canto esquerdo superior do navegador?

O ícone representa segurança, mais especificamente, o protocolo SSL. Se trata propriamente da aplicação da criptografia no trânsito de dados, independentemente de qual nível de informação estiver em movimento. Por isso, é fundamental observar se a página acessada tem o certificado SSL, especialmente em e-commerces, sites em que dados de pagamento são fornecidos.

A atuação na área de criptografia

Vista como recurso essencial de segurança nos dias de hoje, a criptografia está estabilizada e em pleno desenvolvimento. Em um cenário amplo, esse recurso é parte de um conjunto de mecanismos, protocolos e parâmetros que protegem diversas atividades em âmbito digital. Sabendo disso, as grandes empresas do mercado têm valorizado quem domina esse conceito.

Seja no desenvolvimento de sites, seja com aplicativos, a criptografia é parte fundamental do trabalho, mas está inclusa dentro de um manual completo de segurança. Por isso, você não encontra uma formação completa sobre ela, mas aprofundamento sobre o tema, especialmente em cursos de pós-graduação de universidades focadas em tecnologia.

O desenvolvimento de sistemas criptográficos é uma disciplina importante para quem precisa desenvolver seus conhecimentos de segurança da informação. Por esse motivo, a qualificação é tão importante para estar cada vez mais relevante e bem-posicionado no mercado de trabalho. Especialistas têm cada vez mais valor dentro de equipes multidisciplinares em empresas.

Seja em novidades assustadoras como o deepfake, seja no combate ao roubo e vazamento de dados da web, a criptografia é fundamental na proteção de informações. Fluxos mais seguros dependem da decodificação desses conteúdos, em especial quando eles estão em trânsito, o que é cada vez mais comum devido aos recursos e atividades tecnológicas atuais.

Gostou deste conteúdo? Você pode saber mais sobre segurança da informação e outros temas relevantes de tecnologia. Assine nossa newsletter e receba outros postos como este diretamente em seu e-mail!


Comentários

QUER SABER SOBRE OS MAIS DE 1.800 CURSOS A DISTÂNCIA?

Saiba mais sobre os cursos de Pós-Graduação EAD

Saiba mais sobre os cursos de Graduação EAD


unyleya.edu.br

Copyright 2020 Unyleya ©. Todos os direitos reservados.