Não sabe como funciona uma pós-graduação? Nós explicamos!

  • 07/out/2019

 Não sabe como funciona uma pós-graduação? Nós explicamos!

Pensando em dar um passo adiante em sua carreira, mas ainda tem dúvidas sobre como funciona uma pós-graduação? Então, você chegou à página certa, pois este post foi preparado justamente para ajudar você a entender os diferentes formatos de especialização.

Nele, você vai saber como funcionam as modalidades stricto sensu e lato sensu, entender quem pode fazer um curso de pós-graduação e qual é a importância dessa formação. 

Além disso, vai descobrir os principais benefícios de investir nesse nível de educação e conhecer uma ótima alternativa para quem tem pouco tempo para se dedicar aos estudos. Acompanhe!

Quem pode fazer uma pós-graduação?

A pós-graduação representa um nível a mais na formação acadêmica e é um forte diferencial no perfil do profissional. Esse tipo de curso é voltado para pessoas que já têm um título de graduação — bacharelado, tecnólogo ou licenciatura

No mercado, os profissionais pós-graduados encontram um bom espaço. Isso porque, mesmo com a instabilidade no cenário econômico do país, vagas de trabalho surgem todos os dias, em diversos setores. Entretanto, as empresas sabem que a quantidade de candidatos à procura de um emprego é alta e, por isso, também aumentam o nível de exigência para novas contratações.

Nessa corrida em busca de boas colocações profissionais, chega na frente aquele que apresenta a qualificação esperada pelo mercado. Isso inclui:

  • formação acadêmica elevada;
  • experiência;
  • conhecimentos extracurriculares, como cursos de idiomas;
  • competências comportamentais bem-desenvolvidas, entre outras questões.

Como funciona uma pós-graduação?

Os cursos de pós-graduação são divididos em dois formatos — stricto sensu e lato sensu —, que apresentam carga horária diferente, além de conferir titulações distintas ao aluno. O modo como ambas as modalidades são conduzidas, desde os requisitos para o ingresso até a conclusão da pós, também diferem de um tipo de curso para o outro.

Stricto sensu

A categoria stricto sensu abrange os cursos de mestrado e doutorado, os quais conferem ao profissional os títulos de mestre e doutor, respectivamente. São formações de carga horária rigorosa, tanto que alguns alunos se dedicam aos estudos em período integral. O tempo total de duração costuma ser de dois anos para o mestrado e de até quatro anos para o doutorado.

Para ingressar em um desses cursos, é preciso passar por uma série de etapas, que variam conforme as políticas de cada instituição de ensino. Algumas das exigências são:

  • elaboração de um pré-projeto de pesquisa;
  • análise do currículo profissional;
  • avaliação escrita;
  • exame de língua estrangeira;
  • entrevista com um representante da instituição.

O objetivo principal da pós-graduação stricto sensu é formar pessoas que se desenvolvam como docentes universitários ou pesquisadores. Há também o mestrado profissional, que prepara o aluno para atuar no mercado de trabalho, mas com um nível elevado de conhecimento na área.

Lato sensu

A modalidade lato sensu conta com os cursos de MBA e especialização tradicional. Os dois formatos duram em torno de 360 horas, ou 18 meses, e entregam o título de especialista ao aluno. Mas há algumas diferenças entre ambos que serão explicadas a seguir.

A especialização visa promover conhecimento específico em uma determinada área de atuação. Por exemplo, o profissional com formação em Psicologia pode fazer uma pós em Neurociências para conhecer esse campo mais a fundo.

Já o MBA é um tipo de curso destinado a pessoas que querem se desenvolver na área de gestão e negócios. Portanto, o público-alvo é composto por diretores, coordenadores e líderes de diferentes escalas. Da mesma forma, profissionais de diversas áreas que pretendem ocupar altos cargos corporativos também podem investir em uma pós desse formato.

Quais são os benefícios de se fazer uma pós?

Já ouviu falar que apostar suas fichas em educação é um investimento inteligente de tempo e dinheiro? Isso é possível porque o conhecimento é algo que ninguém pode tirar de você. No contexto profissional, então, essa iniciativa pode render excelentes frutos. Veja algumas vantagens de se fazer uma pós-graduação!

Enriquecer o currículo

Sem dúvidas, o nível de pós-graduado é algo que chama a atenção dos empregadores. Durante a triagem dos candidatos para uma vaga de trabalho, vários critérios são observados nos currículos, como:

  • experiência na área;
  • atividades desenvolvidas;
  • tempo de contrato em cada local;
  • conhecimentos adicionais;
  • e, é claro, a escolaridade.

No entanto, não basta apresentar o diploma. Também é preciso saber utilizar, na prática, o aprendizado adquirido no curso.

Ter mais reconhecimento

Assim como um currículo de destaque, o pós-graduado também ganha em reconhecimento profissional, seja como contratado, seja como profissional liberal. O conhecimento avançado transmite autoridade no ramo, e isso pode tanto ajudar a garantir uma promoção no emprego quanto atrair mais clientes — no caso de quem atua em um negócio próprio.

Aumentar a empregabilidade

Pessoas com pós-graduação têm mais chances de se manterem empregadas. Além disso, pesquisas afirmam que o salário dos pós-graduados pode aumentar em mais de 100%. Também pode-se considerar que, mesmo que o profissional não encontre a oportunidade que espera no mercado formal, ele absorveu o conhecimento necessário para colocar em ação o seu lado empreendedor.

Fazer networking

O networking é importante em qualquer etapa da jornada acadêmica e deve começar a ser criado desde o início da faculdade. No entanto, ampliar a rede de relacionamentos na pós-graduação é um passo certo, uma vez que a maior parte das pessoas que ali estão já tem experiência na área.

Assim, os contatos com colegas e professores são ótimas pontes para novas oportunidades de trabalho. Além disso, por meio dessas relações, você pode divulgar seu nome e ganhar mais reconhecimento.

Melhorar o desempenho no emprego atual

Se a sua intenção é crescer dentro da empresa em que já trabalha, a pós-graduação também é uma via de acesso. Isso acontece porque, ao investir em aprimoramento, você demonstra motivação, interesse pela profissão e vontade de evoluir — características valorizadas pelas organizações. E mais: o conhecimento técnico avançado também será usado em prol da corporação, o que garante outra boa razão para ocupar novos cargos. 

Vale a pena investir em uma pós-graduação a distância?

O bom e velho argumento da falta de tempo já não justifica a falta de dedicação à carreira. Isso significa quem pensa em desenvolvimento profissional não pode desistir de seus objetivos apenas porque não tem espaço na rotina para assumir mais um compromisso fixo. A pós-graduação a distância está aí para facilitar o progresso dos mais determinados.

O diploma dos cursos EAD é tão valorizado pelo mercado quanto o do ensino presencial. Aliás, as empresas apreciam algumas características que são desenvolvidas por quem estuda a distância, como autonomia, comprometimento e organização. Para o aluno, há muitas vantagens em optar por esse formato de ensino, como flexibilidade de horário, custos reduzidos e a possibilidade de estudar em qualquer lugar.

Depois de descobrir como funciona uma pós-graduação e entender que a educação a distância é uma ótima alternativa de capacitação profissional, que tal pesquisar um pouco mais sobre o assunto?

Aproveite a visita ao blog e descubra tudo o que você precisa saber sobre pós-graduação a distância!

Precisa de mais informações?

Preencha seus dados que um consultor irá entrar em contato com você