Connect with us

Inicie Sua Carreira

Dia do Professor: a importância de se comemorar essa data

Você sabe qual é a história do Dia do Professor? Comemorar a data é valorizar esse profissional. Aproveite para conhecer várias curiosidades!

dia do professor
Tempo de Leitura: 4 minutos

O Dia do Professor é uma data que faz parte do calendário brasileiro há muitos anos. As comemorações nas instituições de ensino são bem comuns para valorizar a importância desse profissional para a nossa sociedade. Afinal, ele é quem forma qualquer indivíduo nas mais diversas esferas, portanto, merece nosso respeito e admiração.

Devemos aproveitar a oportunidade para refletir sobre o assunto e homenagear as pessoas que escolheram essa profissão, dedicando suas vidas à continuidade da educação. Quer saber mais? Continue acompanhando o texto e descubra algumas curiosidades!

Por que comemorar o Dia do Professor?

As festividades para os professores acontecem todos os anos no dia 15 de outubro, mas o que muita gente não sabe é a razão da escolha dessa data. Isso se deve ao fato de o imperador Dom Pedro I ter decretado uma lei que criava o Ensino Elementar no Brasil, em 15 de outubro de 1827.

A partir disso, todas as cidades brasileiras e até os pequenos vilarejos deveriam ter suas escolas para educar a população. Além disso, o decreto abordava um ensino descentralizado e alguns pontos sobre as condições de trabalho dos professores.

Mesmo com essa referência, a data demorou um pouco para ser comemorada. Cerca de 120 anos depois, em 1947, um professor paulista chamado Salomão Becker propôs uma confraternização na escola em que trabalhava. Aproveitar a homenagem seria uma boa ideia para conseguir uma breve folga no segundo semestre letivo.

A proposta da celebração foi um sucesso e várias outras escolas passaram a fazer algo semelhante. Então, no governo de João Goulart, em 1963, foi assinado um novo decreto federal (de número 52.682) instituindo o feriado escolar e a recomendação de comemorar o Dia do Professor para enaltecer a função dos mestres.

Qual é a evolução do papel do professor?

Os primeiros professores brasileiros foram os jesuítas que participaram do processo de colonização. Nessa época, a função estava bastante ligada à religião e ao desenvolvimento da moral, sendo que os sacerdotes assumiam esse papel de educar — que não era tão acessível e acabava mais direcionado para as elites.

Em meados do século XVIII, Marquês de Pombal foi o responsável por promover uma revolução no ensino, que começou na Europa. Sua intenção era estatizar a educação e criar um corpo de professores separado das instituições religiosas. Esse é um dos marcos do nascimento da profissão.

Mais tarde, surgiram as escolas para formar os professores, e o reconhecimento desses profissionais cresceu a cada dia. Inclusive, ao longo desse caminho foi necessário que eles passassem por muitas transformações — e o uso da tecnologia na sala de aula foi um dos fatores de maior influência nesse processo.

O aprendizado de novas ferramentas se tornou um desafio para muitas gerações, diante da necessidade de adaptar o ensino à realidade que vivemos atualmente. O surgimento do ensino a distância, em especial, demandou uma renovação significativa e, hoje, esse tem sido um dos principais estímulos para a comunidade docente.

Qual carreira mais combina com você?

Enfim, é incontestável o valor dos professores para a evolução da sociedade, pois o conhecimento é uma importante ferramenta de transformação social. A educação muda o futuro das pessoas e permite que cada uma delas construa sua própria história — representando uma das missões mais especiais na vida de alguém.

Nada mais justo do que homenagear essas pessoas, não é mesmo? Embora a instituição do Dia do Professor seja algo simbólico, não deixa de ser uma forma de reconhecer e valorizar a sua importância. Cabe a nós não deixar essa data passar em branco.

Como ser professor?

O poder transformador da carreira de docente encanta milhares de pessoas no mundo inteiro, sendo que muitas realmente nascem com essa vocação e passam praticamente a vida toda desempenhando esse ofício de ser um mediador do conhecimento.

Se você tem interesse na atividade e está na dúvida sobre como ser um professor, vale saber que há diferentes caminhos para conquistar a capacitação necessária e a habilitação para dar aulas.

Se o foco é o Ensino Fundamental e Médio, o mais indicado é fazer uma graduação na modalidade de licenciatura, adquirindo os conhecimentos didáticos e os específicos sobre uma determinada área do conhecimento — como Língua Portuguesa, Matemática, Geografia, História e outras.

O curso de Pedagogia abre portas para trabalhar com educação e capacita professores para a Educação Infantil até os primeiros anos do Ensino Fundamental. Uma das suas vantagens é ter possibilidades variadas de atuação no mercado de trabalho, permitindo que o profissional vá além da sala de aula. Diante disso, fazer uma especialização ou optar pela segunda licenciatura em Pedagogia são oportunidades consideráveis.

Já aqueles que pretendem lecionar no Ensino Superior, precisam concluir um curso de bacharelado, sendo recomendado investir em formações de pós-graduação, como o mestrado e doutorado. Tornar-se uma referência na sua área de interesse é uma das melhores formas de ter destaque na carreira acadêmica.

O que fazer para se dar bem nessa carreira?

Se engana quem pensa que ser professor é fácil. Ao contrário, a missão é complexa e desafiadora, sobretudo porque a diversidade dos estudantes impacta o processo de aprendizagem e o trabalho do docente.

Ainda que não exista uma receita para o sucesso, algumas atitudes podem favorecer uma carreira bem-sucedida, como investir em educação continuada ou especializações em Pedagogia, ter comunicação clara e desenvolver habilidades socioemocionais. Confira algumas delas a seguir.

Ter uma boa comunicação

Ensinar é um ato de comunicação permanente. Um professor precisa estar sempre em contato com os seus alunos, sendo essencial fazer com que as suas ideias sejam bem compreendidas, além de conseguir entender o outro. Assim, a fala, a escuta, a escrita e todas as outras formas de se comunicar são importantes nessa profissão.

Investir em aprendizado constante

A busca pelo conhecimento é uma das atitudes mais relevantes para a formação de um bom professor. Ter um curso de licenciatura no currículo deve ser o ponto da partida dessa jornada, e nunca o destino final. Todos os dias é possível aprender um pouco mais, e a atualização é fundamental para cumprir bem o papel de transmitir conhecimento aos outros.

Desenvolver habilidades socioemocionais

Outro diferencial para se destacar no mercado é acumular habilidades comportamentais ou socioemocionais. Um profissional que domina muito um assunto, mas não tem empatia com os alunos ou não consegue ser criativo nas suas aulas, acaba tendo a sua atuação comprometida. Por isso, é importante desenvolver não só as competências acadêmicas como também o perfil pessoal.

Neste post, vimos a origem do Dia do Professor, a importância de comemorar essa data e sua relevância para a sociedade, dando dicas também para quem deseja seguir carreira na área educacional e ser um profissional bem-sucedido.

E se você tem interesse nessa carreira, aproveite para complementar sua leitura e saber mais sobre o curso de Pedagogia para realizar o sonho de ser professor.

Carreira de gestor

Comentários

QUER SABER SOBRE OS MAIS DE 1.400 CURSOS A DISTÂNCIA?

Saiba mais sobre os cursos de Pós-Graduação EAD

Saiba mais sobre os cursos de Graduação EAD


unyleya.edu.br

Copyright 2020 Unyleya ©. Todos os direitos reservados.