Connect with us

Inicie Sua Carreira

Veja como definir o objetivo profissional no currículo em 3 passos

objetivo profissional
Tempo de Leitura: 4 minutos

Na busca pelo emprego dos sonhos, muitas pessoas esbarram no mesmo questionamento: um currículo de destaque deve ter objetivo profissional? Essa dúvida surge porque, para muitos, o foco desse documento deve ser a experiência profissional e a formação acadêmica. Contudo, a verdade é que a presença dele pode fazer toda a diferença em um processo seletivo.

Quer saber mais a respeito? Então, leia nosso post até o fim e veja os 6 principais passos para acertar na escrita dessa parte do currículo!

A importância do objetivo profissional no currículo

De maneira simples, a seção de objetivo profissional funciona como um indicador curto e direto de que tipo de experiência de trabalho você deseja ter ou qual cargo quer ocupar. Com essa pista, o recrutador responsável pela seleção de candidatos vai conferir se você:

  • está pleiteando a vaga certa ou, por acaso, se confundiu entre os processos seletivos da empresa — principalmente, quando há múltiplos cargos para um mesmo setor;
  • tem interesse em atuar no segmento ofertado pela organização, visto que as categorias profissionais têm várias especialidades e é normal ter afinidade com algumas delas, enquanto outras não;
  • vem se qualificando para assumir cargos como o que diz ser o seu objetivo — isto é, se tem feito estágios e trabalhos voluntários, realizado cursos livres, de formação, de extensão e de aperfeiçoamento na área, e engatado em projetos acadêmicos que ajudem a desenvolver habilidades profissionais.

3 dicas úteis para escrever o objetivo profissional

Abaixo, listamos algumas dicas que vão ser interessantes para você definir o que vale a pena colocar, de acordo com as suas perspectivas de mercado e futuro de carreira. Veja!

1. Analise as suas áreas de interesse

Primeiramente, faça um levantamento das suas áreas de interesse e encontre aquela com a qual tem mais afinidade. Isso é fundamental para que você alcance realização pessoal e profissional com as experiências que virão.

2. Considere segmentos que podem ser proveitosos

Se você não tem uma área de atuação definida, não se desespere. Você pode adotar como objetivo profissional algum segmento que considera proveitoso pelas atividades que desenvolve, os locais de trabalho, o público com o qual interage ou mesmo o nível de empregabilidade e retorno financeiro que ele proporciona.

3. Cheque currículos feitos por conhecidos

Em caso de dúvidas ou insegurança na hora de montar o seu primeiro currículo, peça ajuda a conhecidos, amigos ou familiares. Conferir os últimos modelos dos documentos deles vai ajudar a ter uma ideia mais clara de como produzir o seu e evitar erros.

O que deve conter no objetivo profissional

A regra é simples: o objetivo profissional deve ser direto ao ponto, fácil de ser lido e sempre delimitar qual campo de atuação você quer — podendo ou não especificar ainda mais determinadas atividades e/ou público final. Veja alguns exemplos, abaixo, para se inspirar:

  • João (estudante de Recursos Humanos): atuar na área de treinamento e desenvolvimento de pessoas;
  • Paulo (graduado em Administração): atuar com gestão de projetos;
  • Maria (estudante de Marketing): atuar com marketing digital, principalmente, com atividades de monitoramento de performance e gestão de mídias sociais;
  • Fátima (graduada em Pedagogia): atuar na área de pedagogia hospitalar, principalmente, com crianças em nível de aprendizado do Fundamental I.

O que não deve conter no objetivo profissional

Há pouco, falamos do que deve estar no objetivo profissional do seu Curriculum Vitae (CV) para que ele fique mais certeiro e objetivo. Porém, você deve estar curioso sobre o que evitar na hora de escrevê-lo, não é mesmo? Por isso, fique atento:

  • não repetir informações já citadas em outras sessões do currículo, como é o caso do que está na experiência profissional ou nos dados pessoais, para não tornar o documento repetitivo e cansativo;
  • apontar mais de uma atividade profissional como objetivo, pois esse deslize pode passar a ideia de que nem mesmo você sabe ao certo o que quer fazer e quais planos tem para o futuro da própria carreira;
  • bajular a empresa, dizendo que o seu objetivo é atuar em uma organização como aquela. Os recrutadores estão atentos a esses artifícios;
  • frisar que é inexperiente e quer uma oportunidade de vivenciar a área de formação. Tenha em mente que isso é algo que fica implícito no seu CV, quando ele não traz informação de estágio, trainee ou emprego naquele segmento.

A razão para dar destaque ao objetivo

Na hora de organizar visualmente as seções do seu currículo, utilize sempre a seguinte ordem:


  1. dados pessoais;
  2. objetivo profissional;
  3. dados da formação (escolar e universitária);
  4. experiência profissional;
  5. e, por fim, caso haja, os dados complementares (como prêmios por projetos, materiais científicos e/ou atividades relacionados à vaga em questão).

Colocar o objetivo na segunda posição na hierarquia de informações faz com que ele fique acessível e em destaque. Isso auxilia o trabalho avaliativo dos recrutadores que mencionamos no primeiro tópico.

Ou seja, permite que eles identifiquem de maneira rápida se você realmente quer competir pela vaga disponível, ou se é apenas mais um daqueles candidatos que saem disparando o currículo para qualquer processo seletivo que aparece.

Por que revisar o texto antes enviar o currículo

Preencheu o seu CV e está pronto para enviá-lo para a seleção que despertou o seu interesse? Aqui vai uma sugestão: muita calma nessa hora! Controle a ansiedade e deixe-o em pausa por algumas horas para fazer outras atividades da sua rotina.

Quando você retornar para a decisão de mandá-lo para os recrutadores, o intervalo que teve vai ser de grande serventia. Afinal, você estará menos emocional e com um nível de estresse mais baixo, o que ajudará a avaliar de maneira crítica se o que escreveu no objetivo profissional está conciso e interessante.

Para completar, ainda vai se tornar mais fácil identificar possíveis erros (de ortografia, gramática e pontuação) ou falhas de atualização do documento — quando você usa o mesmo arquivo várias vezes, só mudando os dados dele — que tinham passado despercebidos antes e, é claro, precisam ser corrigidos.

Como mostramos ao longo do texto, o objetivo profissional é uma parte não só relevante do currículo, como necessária para reforçar o seu interesse e alinhamento com a vaga que deseja. Por isso, a partir de agora, siga as nossas sugestões e produza um CV caprichado!

Aproveite e assine a nossa newsletter para conferir mais dicas de materiais que vão ajudar você a se dar bem no início da sua carreira!

Carreira de gestor

Comentários

QUER SABER SOBRE OS MAIS DE 1.400 CURSOS A DISTÂNCIA?

Saiba mais sobre os cursos de Pós-Graduação EAD

Saiba mais sobre os cursos de Graduação EAD


unyleya.edu.br

Copyright 2020 Unyleya ©. Todos os direitos reservados.