Connect with us

Carreiras em Direito

Direito internacional: saiba como atuar nessa área

direito internacional
Tempo de Leitura: 4 minutos

Um dos diversos benefícios de se formar em Direito certamente é o amplo leque de áreas de atuação que podem ser seguidas no mercado de trabalho, tanto no setor público quanto no privado. Nesse cenário, uma possibilidade que chama a atenção é o Direito Internacional.

Para escolher, no entanto, é importante entender do que se trata esse ramo e o que esperar do mercado em termos de valorização do profissional e remuneração, entre outros aspectos. Afinal de contas, questões como essas afetam diretamente o desenvolvimento da sua carreira, de modo que merecem ser avaliadas com cuidado.

Pensando nisso, trouxemos informações fundamentais para você compreender melhor a área do Direito Internacional e o que é preciso fazer para seguir essa carreira. Acompanhe!

O que é Direito Internacional?

O Direito Internacional é uma área que tem como foco as normas elaboradas para regulamentar e melhorar as relações entre estados, entidades e indivíduos na comunidade internacional. Essas regras de interesse comum são definidas por representantes das nações, e seu principal objetivo é possibilitar relações externas estáveis, com uma convivência pacífica.

Na prática, o Direito Internacional se divide em 2 tipos — o público e o privado. O público é voltado para tratados, pactos, acordos e convenções internacionais, o que envolve a participação de nações soberanas e órgãos como a ONU (Organização das Nações Unidas) e a OMC (Organização Mundial do Comércio), entre outras entidades.

Já o Direito Internacional Privado estabelece as normas jurídicas para tratar de contratos e outras situações legais entre indivíduos de países diferentes. Alguns exemplos são as adoções de crianças por estrangeiros e as divisões de heranças que incluem bens localizados em vários países.

Quais são as possibilidades de atuação profissional?

O mercado de trabalho oferece oportunidades interessantes para quem opta pela área do Direito Internacional. Aqui, destacamos as principais.

Setor corporativo

Empresas que fazem negócios com organizações e clientes de outros países necessitam de especialistas em Direito Internacional para garantir que todos os acordos e contratos sejam firmados conforme a legislação. Como a globalização tem facilitado cada vez mais a expansão internacional das empresas, o setor privado é bastante promissor para os profissionais da área.

Setor público

Outra opção muito interessante para a carreira em Direito Internacional é conquistar um cargo público no ramo da Diplomacia ou do Comércio Exterior, por exemplo. Você pode fazer isso por meio de concursos públicos, que acontecem periodicamente e costumam ser muito concorridos devido às diversas vantagens que esse tipo de cargo oferece.

Autônomo

Advogados especialistas em Direito Internacional também podem atuar em escritório próprio, cuidando de casos que envolvem esse tipo de legislação. Questões familiares, sucessórias, trabalhistas, comerciais, imigratórias, entre muitas outras, podem ser resolvidas com o auxílio desses profissionais.

Qual é a média salarial nessa área?

A remuneração de quem segue a carreira em Direito Internacional pode variar de acordo com vários fatores, como a experiência e a modalidade de atuação — setor corporativo, público ou trabalho autônomo. De modo geral, no entanto, a média salarial encontrada passa dos R$ 7.700,00.

Assim, é possível ver que essa é uma das áreas do Direito bastante valorizadas pelo mercado. Para aproveitar as diversas oportunidades, é só se dedicar para se qualificar e se destacar como profissional.

O que é necessário para trabalhar com Direito Internacional?

Além de ter formação em Direito, quem quer seguir essa carreira precisa se preparar especificamente para as particularidades do Direito Internacional. Compreender muito bem a legislação e os princípios desse setor faz toda a diferença na atuação profissional e, consequentemente, no desenvolvimento da carreira.

Nesse sentido, continuar se qualificado após a faculdade de Direito é imprescindível. Cursos como os de pós-graduação possibilitam que você adquira conhecimentos mais específicos e atualizados em Direito Internacional, principalmente se já se graduou há algum tempo. Com esse tipo de formação, você pode até mesmo fazer uma mudança de carreira.

Para se sair bem nessa área, você também vai precisar aprender línguas estrangeiras. Se isso já é uma necessidade em vários setores do mercado, no Direito Internacional chega a ser um requisito. Como será preciso ter contato com pessoas e órgãos de outros países, não é de se espantar que você deve ter fluência em mais de um idioma.

Por fim, preste bastante atenção ao mercado de trabalho e suas exigências em relação aos profissionais de Direito Internacional. Conferir as notícias sobre o setor, podcasts sobre Direito e publicações especializadas ajuda você a acompanhar as mudanças e a se adequar a elas para não ficar para trás.

Por que fazer uma especialização?

Uma vez que é tão importante se capacitar adequadamente para atuar em Direito Internacional, vale reforçar que fazer uma especialização nessa área é o caminho ideal. Esse tipo de curso é bastante indicado para quem quer se atualizar em relação às principais tendências do Direito, aprofundar os conhecimentos e melhorar o currículo para ter mais destaque no mercado.

A pós-graduação em Relações Internacionais da Unyleya, por exemplo, aborda conteúdos fundamentais para o exercício da profissão. A seguir, listamos as disciplinas que compõem sua grade curricular:

  • A Sociedade Internacional e os Desafios Jurídicos Internacionais Contemporâneos;
  • Economia Política e Internacional Contemporânea;
  • Organizações Internacionais;
  • Política Externa e Integração Regional;
  • Relações Internacionais no Brasil;
  • Sistema Multilateral de Comércio e Regimes Aduaneiros;
  • Teoria das Relações Internacionais;
  • Teoria Geral do Direito Internacional.

Essa base de conhecimentos é exatamente o que os advogados precisam para direcionar a carreira para a área do Direito Internacional. Com uma carga horária de 360 horas distribuídas ao longo de 10 meses, o curso possibilita que você avance bastante no seu preparo para exercer a profissão com excelência nesse ramo.

Como você pode perceber, o Direito Internacional é uma área muito promissora, que oferece várias oportunidades no mercado e valorização para os profissionais. Por isso, vale a pena investir em uma boa especialização para adquirir os conhecimentos e a qualificação que vão abrir portas na construção dessa carreira.

Então, quer trabalhar na área de Direito Internacional? Acesse a página da pós-graduação em Relações Internacionais da Unyleya e confira todos os detalhes sobre esse curso!

Avalie post
Comentários

QUER SABER SOBRE OS MAIS DE 1.800 CURSOS A DISTÂNCIA?

Saiba mais sobre os cursos de Pós-Graduação EAD

Saiba mais sobre os cursos de Graduação EAD


unyleya.edu.br