Connect with us

Especialize-se

O que vem depois da pós-graduação? Como alavancar a carreira?

Já se perguntou o que vem depois de uma pós-graduação? Na verdade, a vida não para! Leia o texto agora mesmo e entenda por quê!

o que vem depois da pós-graduação
Tempo de Leitura: 4 minutos

Tempos atrás, quem tinha uma graduação era visto com um diferencial competitivo no mercado. Se conseguia chegar a completar uma pós, então, contava com diversos privilégios frente à concorrência. As épocas mudaram e, hoje, tudo isso é o mínimo para quem está em busca de alcançar mais reconhecimento. No entanto, será que esse esforço tem fim? O que vem depois da pós-graduação? 

Bem, fala-se muito dos profissionais do futuro. A expressão remete àqueles que serão priorizados, no mercado, caso tenham determinadas características comportamentais. Uma das principais é a capacidade e a autonomia para investir, continuamente, no próprio aprendizado.

Tendo isso em mente, conversamos com Evandro Lepletier, coordenador de cursos de MBA da Unyleya e, também, sócio-gestor da Promaximo Academy, empresa parceira da Unyleya. Ele nos revelou sua posição em relação ao tema, dando dicas para quem busca se diferenciar e o que fazer depois da pós-graduação. Continue a leitura!

Comece a atuar com a sua formação

O mercado está mais exigente, isso é certo. Isso faz com que algumas pessoas se tornem mais rigorosas consigo e estimulem para si metas de autodesenvolvimento. Por um lado, é positivo, afinal a ideia de sempre evoluir leva a conquistas maiores. No entanto, também leva muitos profissionais a adquirirem receios, que atrapalham a parte da execução.

Em outras palavras, há pessoas que passam anos apenas investindo em alguma formação, mas, por não se sentirem preparadas para atuar, adiam a entrada no mercado, por tempo indefinido. A dica, então, é começar aos poucos, pois a experiência prática é crucial para exercer a profissão.

Faça um intercâmbio

A resposta para o que vem depois da pós-graduação não se resume a trabalho, apesar de ele ser fundamental. Dedicar-se a vivenciar um idioma e uma experiência internacional valida o profissional para diversas áreas. Conhecer outra cultura, outras pessoas e passar por situações diferentes é, por exemplo, uma forma de amadurecer e adquirir autoconfiança.

Há a possibilidade de conseguir um estágio no novo país ou, mesmo, uma permissão para uma temporada com moradia e trabalho fixo, experiências essas que darão um upgrade no currículo.

Abra o próprio negócio

Há diversos caminhos a serem seguidos dentro de uma mesma profissão. Empreender é uma boa opção, pois, além de dar mais autonomia, oferece diferentes oportunidades de crescimento.

Quanto a isso, Evandro Lepletier dá a sugestão: “Recomendo considerar três variáveis. Primeira: o que você gosta de fazer? Segunda: o que você sabe fazer bem? E terceira: na hipótese de se combinar as duas variáveis anteriores, existe mercado para comprar a oferta do seu produto ou serviço?”.

O coordenador acredita que essa reflexão é importante, pelo fato de ela poupar tempo e ajudar a predizer alguns resultados. Isso porque não faz muito sentido um empresário escolher algo de que não gosta, apenas pelo dinheiro. Além disso, para se ter vantagem competitiva, é necessário saber entregar melhor e mais rápido que os outros.

“De nada adianta gostar de algo e fazer bem-feito, se não existe mercado para absorver a produção. Conciliar tais variáveis e ter planejamento e persistência pode mudar a vida. Só triunfa quem nunca desiste dos sonhos e quem sempre termina aquilo que começa a fazer”, completa Evandro.

Invista em um MBA

Um MBA é um bom espaço para fazer networking, fornece conhecimentos de liderança e coloca o profissional em uma melhor posição no mercado de trabalho.

“Capacitação em gestão é uma grande pedida para quem deseja empreender. Planejamento, Gestão de Pessoas, Processos e Projetos, Gestão de Marketing e de Finanças são pilares fundamentais para quem quer ingressar na carreira de empresário”, indica o coordenador.

Ele alega que, no mundo dos negócios, o carisma é importante, mas ter disposição para estudar os mecanismos de gestão é o que levará alguém para frente: “Eu mesmo comecei a empreender cedo e ainda não tinha os pilares de conhecimentos fundamentais. Fali nos anos noventa. Reabri uma empresa em 2003 e, agora, ela completou 17 anos de excelente saúde financeira. Devo isso aos estudos sobre gestão e às parcerias que desenvolvi a partir disso”.

Faça outra especialização

Fazer mais de uma especialização também pode ter sentido para muitas pessoas, já que o aprofundamento em diversos conhecimentos tende a ampliar as oportunidades.

Evandro é a favor dessa escolha: “Uma especialização proporciona muitos benefícios. O profissional passa a ser visto como alguém que não se contentou com o bacharelado e buscou aprofundar seus propósitos. Também está provado que um profissional pós-graduado atinge mais resultados financeiros. Isso é uma realidade tanto na área privada quanto na pública”.

Na visão do coordenador, uma especialização é necessária até para quem quer ter o próprio negócio, independentemente do perfil profissional e da área de formação.

“Mesmo tendo uma formação específica, como Engenharia ou Medicina, quando o profissional escolhe seguir um caminho próprio, descobre um mundo novo. Conceitos como Break Even Point, ROI (Return on Investment), payback e EBITDA, ligados às finanças, são importantes. Também, ele se depara com atuação mercadológica para B2B ou B2C, pode utilizar o Canvas para planejamento, adotar ferramentas como as 5 Forças de Porter, fazer análise SWOT. São todos termos peculiares à gestão, e um empreendedor deve estar preparado para falar sobre isso”, considera Evandro.

Continue com cursos de capacitação

MBA, especializações, práticas profissionais são boas respostas para a pergunta “o que vem depois da pós-graduação?”. No entanto, ainda é importante saber que o aprendizado contínuo e a disposição para ele fazem toda a diferença. Cursos de capacitação são boas pedidas, e com a educação a distância, realizá-los é bem acessível. 

No entanto, não adianta só estudar por estudar. “Estamos em um momento no qual ‘aprender algo’ está aquém do conceito de ‘aprender a aprender’. Existem, hoje, diversas ferramentas que nos colocam diante dessa oportunidade. No entanto, não vale buscar qualquer informação, pois introjetá-la quando não tem qualidade é tão ruim quanto não fazer nada. O grande desafio é buscar algo que seja útil e compatível com o campo de interesse”, explica Evandro.

Por fim, o coordenador sintetiza o desfecho de um profissional que se preocupa com seu futuro e com o que vem depois da pós-graduação: “O mercado percebe esse esforço e o valoriza. A pós-graduação pode ser um grande passaporte. Cursos livres também são excelentes caminhos para a conquista de um pódio. Quando você aprende a estudar, o tempo de esforço se minimiza, e os resultados se maximizam”.

Gostou de ficar por dentro de todas essas dicas para seu desenvolvimento profissional? Caso tenha fica com dúvidas ou precise de informações sobre nossos cursos, entre em contato!

Deixe o seu voto
No votes yet.
Please wait...
Comentários

Copyright 2020 Unyleya ©. Todos os direitos reservados.