Connect with us

Carreiras na Graduação

Curso de Administração: o que todo estudante precisa saber

quantos anos se estuda administração

Índice

Tempo de Leitura: 16 minutos

Você decidiu que vai entrar no Ensino Superior e elegeu o curso de Administração para se graduar. Porém, ao contrário do que imaginava, ainda restam muitas perguntas que precisam ser respondidas antes de dar esse importante passo, não é mesmo?

Acredite: você não está só. Ter dúvidas e incertezas, como saber por quantos se estuda administração, é completamente comum. É um processo vivido por muitos estudantes que estão decidindo o que querem para o próprio futuro profissional.

Foi pensando nisso que preparamos este post com o que um administrador precisa saber não apenas sobre o curso, mas principalmente sobre essa importante área de atuação. Portanto, acompanhe atentamente até o fim. Boa leitura!

Por que estudar Administração?

Para começar, que tal falarmos sobre alguns dos motivos para você estudar Administração? Afinal de contas, a formação nessa área tem alguns aspectos que são bastante procurados por quem quer construir uma carreira sólida, em que os fantasmas da estagnação e insatisfação pessoal não têm vez. Vejamos quais são eles!

Aprendizado contínuo e crescente

O primeiro motivo é muito simples: a Administração é uma área em constante mudança e que está sempre evoluindo para atender às demandas do mercado, da iniciativa empreendedora e, é claro, da sociedade.

Justamente por isso ela se torna uma formação rica e multifacetada, já que exige dos seus estudantes e profissionais uma constante dedicação em se especializar e aprender a cada dia mais. Isto é, o ganho de conhecimento não acaba na conclusão da graduação — ele continua por toda a carreira.

A razão para isso é que somente dessa forma o administrador estará apto a lidar com a complexidade que envolve as organizações e as necessidades delas em face da forte concorrência de outras empresas, dos anseios do consumidor e da economia do país.

Área de atuação diversificada

Após se formar — ou mesmo ainda no período do estágio curricular — você vai se deparar com uma característica que poucas profissões apresentam: as inúmeras possibilidades de atuação para um profissional de Administração. E quando falamos isso, acredite, não é exagero.

Um administrador pode, por exemplo, exercer a profissão em empresas de qualquer porte e iniciativa, seja ela privada ou não, e em diversos segmentos, como gestão financeira, gestão de recursos humanos, auditoria, logística, gestão estratégica e controladoria.

Desenvolvimento de diferentes habilidades

Outro motivo para se graduar na área está no constante desenvolvimento de habilidades, que não se restringem aos aspectos teóricos e técnicos da formação. Na verdade, elas abrangem também o aspecto humano nas relações. É por isso que o administrador não trabalha apenas com metas, valores e investimentos.


Ele também lidera, coordena, comanda e organiza pessoas. Por esse motivo, o estudante do curso de Administração trabalha e molda constantemente a sua capacidade de comunicação interpessoal.​

O que é ensinado no curso de Administração?

Uma das grandes dúvidas sobre o curso de Administração diz respeito à matriz curricular. Isso se deve a uma ideia equivocada (da qual muitas pessoas compartilham) de que durante os quatro anos de graduação o estudante terá apenas disciplinas voltadas para os números.

Se você também achava isso até alguns minutos atrás, saiba que é justamente o oposto! Afinal, durante a faculdade, os alunos vão muito além desse aspecto. Para se ter uma ideia, eles têm uma imersão aprofundada nas esferas cultural, política e econômica da sociedade para que desenvolvam uma visão analítica e crítica sobre todos os setores.

Dessa forma, se tornam profissionais aptos a lidar tanto com questões financeiras quanto gerenciais, que atendam às demandas de empresas, instituições, órgãos e afins.

Ou seja, além de proporcionarem o avanço e desenvolvimento do mercado, os profissionais de Administração geram inúmeras melhorias para a qualidade de vida dos cidadãos. “Mas então como é a grade curricular de um estudante de Administração?”, você deve estar se perguntando.

Para exemplificar, reunimos nos próximos tópicos informações sobre a duração da graduação em Administração e as principais disciplinas que você terá. As matérias ensinadas certamente vão expandir sua visão sobre negócios, finanças e serviços.

Também consta na grade curricular do curso de Administração o estágio supervisionado, que é uma etapa essencial para que todos os estudantes possam vivenciar no dia a dia aquilo que aprendem nas aulas enquanto se desafiam e experimentam o primeiro contato com o mercado de trabalho.

Em quantos anos se estuda Administração?

De acordo com a regulamentação do Ministério da Educação (MEC), o Bacharelado em Administração deve ter carga horária mínima de 3 mil horas, distribuídas em 4 anos, isto é, em 8 períodos. Embora existam cursos integrais, normalmente a formação em Administração é oferecida em meio período, pela manhã, pela tarde ou pela noite.

No caso das graduações na modalidade de Educação a Distância (EAD), não há horários fixos, mas é esperado que o estudante organize sua rotina de forma a dedicar-se aos estudos algumas horas por dia.

Vale lembrar que nesse total estão incluídas não apenas as aulas, mas também atividades complementares, que podem ocupar até 10% da carga horária total do curso, além do estágio curricular obrigatório, que corresponde a 10% da carga horária total, no mínimo.

Quais são as principais disciplinas da graduação em Administração?

Agora, veja em detalhes como é a distribuição de disciplinas e quais são os objetivos de cada ano da formação em Administração!

Primeiro ano

No primeiro ano do curso, o estudante tem contato com disciplinas de base da profissão. Essa é uma fase mais teórica e de conhecimentos amplos, que servem para que o futuro profissional tenha noções sobre aspectos generalistas da administração de empresas. Assim, estão na grade:

  • Comunicação e Linguagem;
  • Teoria Geral da Administração;
  • Responsabilidade Social e Desenvolvimento Sustentável;
  • Estatística Básica;
  • Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs) aplicadas à atividade gerencial;
  • Diversidade e Cultura Organizacional;
  • Fundamentos de Contabilidade;
  • Fundamentos de Marketing;
  • Fundamentos de Direito.

Segundo ano

O segundo ano do curso tem como objetivo continuar a construção da base de conhecimento para a profissão do futuro administrador. Desse modo, a grade curricular permanece focada em disciplinas teóricas e que abrangem as muitas áreas relacionadas à Administração de Empresas. Veja só:

  • Sociologia das Organizações;
  • Matemática Básica;
  • Administração de Marketing;
  • Sistema de Informação Gerencial;
  • Introdução à Economia;
  • Gestão de Pessoas;
  • Gestão de Serviços;
  • Gestão de Conhecimento.

No terceiro período do curso, o aluno também tem uma disciplina optativa à sua escolha, dentro das possibilidades oferecidas pelo curso. Assim, é possível começar o direcionamento de sua formação de acordo com os interesses pessoais e as perspectivas de carreira.

Terceiro ano

A partir do terceiro ano, o curso de Administração passa a focar disciplinas mais específicas da área. O aluno tem contato com conhecimentos e técnicas que farão parte do exercício da profissão de forma mais prática. Entre eles, estão:

  • Gestão Estratégica;
  • Empreendedorismo;
  • Matemática Financeira;
  • Gestão de Qualidade;
  • Processo Decisório;
  • Administração da Produção;
  • Gestão de Negócios na Internet;
  • Administração Financeira;
  • Logística;
  • Direito Administrativo.

No sexto período, o aluno tem a primeira disciplina de Estágio Supervisionado. Nesse momento, começa a aliar a teoria à prática, desenvolver novas habilidades e potencializar o ganho de conhecimento.

Quarto ano

O último ano consolida os conhecimentos e habilidades do futuro administrador. Estão entre as disciplinas dessa etapa:

  • Administração e Políticas Públicas;
  • Gestão de Negócios Sustentáveis;
  • Sistema Financeiro e Mercado Nacional;
  • Gestão de Estoque e Armazenagem;
  • Legislação Tributária;
  • Plano de Negócios;
  • Finanças Públicas e Orçamentárias;
  • Gestão de Projetos;
  • Comércio Exterior.

No sétimo semestre, o estudante tem a segunda disciplina de Estágio Supervisionado. Já no oitavo período, além das matérias obrigatórias da grade, há a disciplina de Estudo de Casos Empresariais e a realização das Atividades Complementares.

Ainda, é feito o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) no último semestre, com orientação de um professor à escolha do aluno. No TCC, o estudante desenvolve uma pesquisa sobre algum tema da Administração, com a finalidade de articular os conhecimentos adquiridos ao longo da formação e envolver o aluno no campo da pesquisa acadêmica.

Qual é o perfil do estudante de Administração?

Fazer um curso de Administração requer não somente interesse por esse campo de atuação, como também afinidade com a área. Logo, ter algumas características que os administradores apresentam será um grande diferencial nesse processo.

Antes de ingressar em um curso de Administração, então, é interessante analisar se você conta com alguns dos aspectos que compõem o perfil ideal do administrador. Além dos conhecimentos teóricos e práticos adquiridos na graduação, ter certas habilidades fará com que o profissional se destaque e desempenhe as atividades da área com excelência.

Mas será que sabe quais são elas e se você tem o perfil de estudante da área? Veja a seguir e descubra!

É comunicativo

Não confunda ser comunicativo com conversador, hein?! Ter uma boa comunicação não tem nada a ver com isso! Na realidade, significa que você sabe se expressar, explicar ideias e conceitos, argumentar e, quando necessário, dar um retorno construtivo para colegas, supervisores ou subordinados a respeito de projetos e ações.

O motivo disso é muito simples: embora os números “falem por si”, sempre haverá situações em que dados, estatísticas, porcentagens e afins não estarão claros para quem é leigo no assunto.

Logo, se você não souber comunicar de forma clara, objetiva e simples o que eles significam, é bem provável que ocorram desencontros de informações, mal-entendidos e uma série de problemas que podem afetar até mesmo a empresa.

Gosta de Matemática

Gostar de Matemática e mandar bem com os números é um ponto importante, já que muitas disciplinas lidam com ela frequentemente. Algumas matérias, inclusive, têm essa disciplina como eixo principal; é o caso de Logística, Matemática Financeira e Estatística Básica.

Por isso, é fundamental fazer um exercício de autoconhecimento e avaliar como está o seu nível. Assim, caso você identifique que é um conteúdo que não domina, pode começar a fazer uma checklist com os assuntos em que precisa recuperar o tempo perdido.

Aulas particulares, grupos de estudo com amigos e conteúdo online são excelentes alternativas para sanar suas dificuldades com cálculos e formulações matemáticas. Assim, você conseguirá começar o curso com mais tranquilidade!

Tem disciplina

Outra característica que compõe o perfil do estudante de Administração é ser uma pessoa disciplinada. Sabe qual a razão disso? O conteúdo ensinado ao longo dos semestres prepara você para fazer, organizar, dar baixa, acompanhar e prestar contas quanto a diversos tipos de documentos que são vitais para qualquer negócio.

E não se trata só de planilhas e relatórios. Também haverá arquivos online, programas e uma série de materiais que você vai, literalmente, administrar no dia a dia quando estiver atuando com a Administração de Empresas. Portanto, ter disciplina, saber se planejar e trabalhar com prazos são diferenciais.

Sabe lidar com o próximo

É comum encontrar administradores em posição de liderança nas mais distintas vertentes da área. Com isso, o contato com diferentes setores e, em especial, com os funcionários deles, acaba sendo recorrente.

Devido a isso, é imprescindível que desde a faculdade o futuro profissional saiba lidar com o próximo de forma ética, justa e educada para que o trabalho não seja afetado por problemas pessoais.

Tenha em mente que serão diversas as situações em que você vai precisar indicar atividades, formar equipes de projeto e contar com o auxílio de outros colaboradores. Logo, caso você tenha dificuldade com o capital humano, dificilmente conseguirá executar um bom trabalho.

Sabe trabalhar em equipe

O administrador, muitas vezes, é o responsável por liderar ou simplesmente trabalhar em equipe. Assim, saber desempenhar esse papel com excelência é fundamental.

Isso porque é preciso lidar com pessoas que pensam de forma diversa e, muitas vezes, contam com diferentes visões. Aqueles com dificuldade em aceitar ideias alheias e escutar o que o outro tem a dizer acabam impedindo o bom desenvolvimento do time.

Ter aptidão para trabalhar bem em equipe é algo que exige flexibilidade e muita empatia (sabendo se colocar no lugar do outro e entender o que ele está passando). Nesse sentido, pessoas autoritárias, que pensam que as suas ideias são sempre melhores, geralmente não conseguem desempenhar esse papel.

Além disso, é importante que o administrador que exerce cargo de liderança saiba delegar tarefas e responsabilidades à equipe, reconhecendo os trabalhos de destaque, mediando e gerindo conflitos, assim como oferecendo feedbacks para todos com frequência.

Tem visão sistêmica

O administrador, como mostraremos adiante, está apto a trabalhar em vários departamentos, como marketing, recursos humanos, financeiro, logística, vendas, comércio exterior, produção, auditoria, entre outros. De qualquer modo, independentemente do seu setor de atuação, é fundamental que ele conte com uma visão sistêmica de toda a organização.

É claro que saber de todos os detalhes de cada segmento da empresa não é algo viável; contudo, estamos falando de noções. Se o profissional trabalha no departamento de marketing, por exemplo, é interessante que ele saiba como as ações do setor afetam os ganhos financeiros da empresa e quais são as consequências de campanhas bem ou mal sucedidas para a companhia. Isso é ter visão sistêmica.

É também preciso ressaltar que o administrador será o responsável por fazer a ponte entre o setor em que ele atua e o restante da organização. Portanto, é indicado que ele tenha noções gerais do funcionamento dos departamentos.

Apresenta noções de liderança

Além de saber trabalhar em equipe, se o cargo do profissional de Administração for liderar um grupo de pessoas, é essencial que ele conte também com as características de um bom líder. Entre elas estão:

  • saber motivar e engajar as pessoas — afinal, membros motivados tendem a ser mais produtivos e a gerar melhores resultados;
  • dar o exemplo para os liderados — não é possível exigir da equipe se você mesmo não executa as suas atividades de modo correto ou não apresenta o comportamento adequado;
  • estimular os profissionais na busca pelo sucesso e aprimoramento constante — além de compartilhar os seus conhecimentos com o time, o líder deve incentivar os membros a crescer, sem medo de perder o seu lugar.

Quais habilidades podem ser diferenciais?

Além de ter em seu perfil as características mencionadas acima, existem algumas habilidades técnicas, humanas e conceituais que podem representar diferenciais competitivos interessantes para o administrador que deseja trilhar uma carreira de sucesso.

Entre elas, estão:

  • habilidades e competências de gestão em projetos, logística ou produção, que envolvem o uso de conhecimento especializado e são necessárias no nível operacional de análise e supervisão;
  • facilidade de usar o relacionamento interpessoal, o que envolve a sua capacidade de se comunicar, motivar, liderar e resolver conflitos;
  • aptidão para trabalhar com ideias e teorias, podendo compreender as várias funções da organização, otimizá-las e utilizá-las para auxiliar no relacionamento da empresa com o seu ambiente.

Quais são as perspectivas do profissional de Administração?

Até aqui, você já leu sobre por que estudar Administração, qual é o perfil de quem faz o curso, por quantos anos se estuda Administração e o que é ensinado durante a graduação. Agora, é o momento de abordar as perspectivas da área em relação ao mercado de trabalho de Administração.

Afinal, como futuro administrador, você certamente espera encontrá-lo aquecido e com diferentes oportunidades de atuação para crescer e se especializar.

“Mas quais são os números que mostram a situação atual dos profissionais do meio para que eu possa ter uma noção do que o futuro reserva para a minha carreira?”. Para responder a essa questão, nós trouxemos uma série de dados sobre a ocupação dos recém-formados, a jornada, a renda média mensal e a demanda no mercado de trabalho. Confira!

Ocupação dos recém-formados

Esse é, sem dúvidas, um dos aspectos que mais geram dúvidas entre aqueles que querem fazer um curso de Administração. Afinal, é natural se preocupar e desejar um bom nível de ocupação na área, já que tantos investem na graduação como uma forma de se desenvolver profissionalmente e ter um posto de trabalho mais qualificado.

Para falar sobre isso, vamos analisar dados do 27º boletim RADAR, elaborado e divulgado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). Esse levantamento trouxe uma avaliação detalhada e quantificada dos efeitos do curso escolhido no desempenho trabalhista em todo o país.

O que ele mostra é que não há motivos para se afligir porque a carreira de administrador mantém-se em alta independentemente de crises financeiras ou do mercado. Prova disso é que a Administração é a sexta carreira de nível superior que mais gera vagas em solo nacional, com uma média de 11.469. Não é à toa que a taxa de ocupação na área é de 93,45% para os recém-formados — porcentagem que está entre as 16 mais altas do país.

Um dos principais motivos que explica isso é o caráter multifacetado que a formação em Administração permite. Por esse motivo, é comum que o administrador atue tanto em frentes que englobam ramos distintos, como marketing e gestão pública, quanto em empreendimentos pioneiros que ele mesmo gerencia.

Jornada de trabalho

A jornada de trabalho é outro ponto bastante analisado por pessoas interessadas na área. De acordo com o levantamento realizado pelo portal Salário, com dados do Cadastro Nacional de Empregados e Desempregados (Novo CAGED) e do eSocial, os administradores têm uma média de 44 horas semanais.

Renda

Não podemos deixar de falar sobre o salário mensal médio dos administradores, não é mesmo? E o motivo para isso é muito simples: é ele que pode proporcionar uma maior estabilidade financeira e um melhor padrão de vida para você e sua família.

Justamente por conta do impacto que a renda causa para os recém-formados, não é difícil encontrar estudantes ou interessados no segmento pesquisando sobre o assunto.

Ainda de acordo com o portal Salário, a média salarial é de R$ 4,2 mil, podendo chegar ao teto médio de R$ 10 mil — o que mostra que a elevada taxa de ocupação é proporcional à renda obtida.​

A renda depende de muitos fatores, como o segmento de atuação, a experiência profissional e a localidade. Além disso, os administradores concursados, isto é, que trabalham no setor público, têm um salário cerca de 41% maior, com média de R$ 7,1 mil.

Demanda no mercado de trabalho

Por último, além da taxa de ocupação elevada, os dados do Novo CAGED mostram que a demanda por administradores não para de aumentar. Mesmo em meio à pandemia de Covid-19, o ano de 2020 registrou um aumento de quase 60% no número de contratações na área.

Assim, podemos dizer que a carreira em Administração segue na contramão dos reflexos econômicos negativos da pandemia e permanece com altíssima demanda.

Como é o mercado para os administradores?

As possibilidades de atuação do administrador são bastante amplas — o que permite que o profissional que está buscando por emprego tenha um leque amplo de vagas para pesquisar. Ao contrário do que muitos possam vir a imaginar, quem se forma em Administração pode exercer funções diversas, e não necessariamente atuar como gestor de uma empresa.

Desde pequenos negócios até as grandes multinacionais, todos os empreendimentos precisam de um administrador que tenha visão estratégica e saiba guiar os rumos do negócio.

Além disso, é válido destacar que as oportunidades para administradores não estão presentes apenas no setor privado. Eles podem muito bem seguir carreira no setor público ou em Organizações Não Governamentais (ONGs). Essa abundância de segmentos faz com que a perspectiva de mercado para o administrador seja ampla, ainda mais para quem se especializa.

O que a faculdade de Administração pode ensinar para a vida?

O curso de Administração ensina e prepara não apenas para lidar com o sucesso nos negócios e a realização profissional, mas também para se desenvolver enquanto indivíduo.

Isto é, torna você capaz de compreender o meio social nos níveis macro e micro. Por isso, abaixo você vai conferir alguns desses aspectos que são ensinados durante a graduação aos alunos.

Raciocínio analítico

O raciocínio analítico permite ao profissional ir muito além de entender e dominar formulações matemáticas que compõem as questões financeiras, logísticas e afins.

Ao contrário, você se torna capaz de dimensionar riscos em novos investimentos, identificar relações de causa e efeito que comprometam a funcionalidade do trabalho de diferentes setores da empresa. Inclusive, você consegue operar de forma estratégica e lógica para que as metas e os objetivos da organização sejam alcançados.

Ou seja, é desenvolvida uma habilidade técnica apurada que se reflete diretamente na saúde e na lucratividade do negócio no qual o administrador atua.

Capacidade de liderança

Como dito neste post, desde a graduação em Administração até o momento em que atua na área, você aprende a trabalhar com pessoas, gerenciá-las e liderá-las. Essa é uma capacidade constantemente cobrada e reforçada, seja em situações mostradas durante as aulas, na realização de trabalhos ou, como não poderia deixar de ser, durante o estágio supervisionado.

Por conta disso, você desenvolve um espírito de liderança que motiva, impulsiona e organiza equipes para uma maior produtividade e melhor administração do tempo. Isso gera resultados que beneficiam a empresa em que atua ou o seu próprio negócio.

Competência para empreender

Outro aspecto ensinado e desenvolvido durante todo o curso de Administração é a natureza do empreendedor universitário, que busca converter uma simples ideia em uma oportunidade real de negócio.

Isso acontece porque você aprende não somente as questões sistêmicas e estratégicas ligadas à gestão de uma grande companhia, mas também as de pequenas e microempresas. Logo, questões como alocação e controle de recursos, tomada de decisões, conceitos organizacionais e afins são usados a favor de projetos audaciosos e únicos.

Dessa forma, é possível criar modelos inovadores de negócio que atendam às demandas locais, regionais ou mesmo em nível nacional. Não é à toa que o curso é considerado a melhor graduação para quem quer abrir o próprio negócio.

Onde estudar Administração?

Depois de ler todas as informações sobre o curso de Administração, você deve estar pensando onde cursá-lo, não é mesmo? Contudo, assim como acontece com outras pessoas, você esbarra na dificuldade de frequentar uma graduação presencial.

O motivo? Sua rotina já está comprometida com o trabalho, os cuidados com o filho pequeno, as questões familiares, os compromissos sociais etc. Ou seja, falta tempo para conciliar tantas atividades simultaneamente.

Curso presencial versus Educação a Distância (EAD)

Mediante esse cenário, há uma pergunta que não sai da sua cabeça: “como ingressar na universidade e alavancar minha vida profissional?”. A resposta para isso está em um curso superior a distância. Isso porque ele oferece a flexibilização e a autonomia que você tanto precisa no seu cotidiano para poder se dedicar aos estudos.

Por exemplo, os horários podem ser ajustados conforme a sua necessidade. Você não vai precisar se deslocar até um local físico para as aulas. Além disso, os materiais de estudo, assim como as atividades realizadas, são disponibilizados em um Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA). Isso facilita o acesso ao conteúdo, independentemente de onde você esteja.

No entanto, como são comuns as dúvidas sobre a Educação a Distância, nós reunimos as principais para esclarecer o assunto e mostrar por que você deve investir nela para alcançar a formação profissional que tanto deseja. Confira a seguir.

A validade do diploma é a mesma de um curso presencial perante o MEC?

É a mesma! Para o Ministério da Educação não há absolutamente nenhuma diferença entre um diploma obtido por um curso de Administração a distância e um diploma de um curso presencial nessa área.

Ou seja, o seu título universitário pode ser apresentado normalmente em vagas de trabalho que demandam graduação completa ou para iniciar uma especialização. Você também pode utilizar o diploma para se inscrever em concursos públicos que exigem nível superior.

Há possibilidade de financiamento ou bolsa?

Sim, há possibilidade de bolsas parciais ou integrais pelo Programa Universidade para Todos (Prouni). Contudo, é importante ter atenção aos critérios de elegibilidade do programa, como cotas e renda familiar, que são estabelecidos única e exclusivamente pelo Ministério da Educação.

O valor da mensalidade é alto?

Não! O curso de Administração EAD conta com preços mais acessíveis do que um curso presencial, o que é ideal para quem não pode comprometer toda a sua renda. Uma das razões para isso é que, pelo curso ser virtual, não há os mesmos custos com ambientes físicos, especialmente quanto à sua manutenção, como acontece com a modalidade presencial.

Como o aluno pode ingressar no curso a distância?

Há diferentes formas. A mais tradicional é pelo vestibular que pode ser agendado de acordo com a sua disponibilidade de dia e horário. Também pode ocorrer por meio de transferência, caso você já faça Administração em outra instituição e decida mudar não apenas de universidade, mas também de modalidade.

Na Unyleya, o candidato é admitido por meio de uma avaliação redacional. O processo se dá mediante contato do consultor educacional a fim de efetivar a matrícula.

As atividades realizadas na plataforma são acompanhadas?

Sim, você conta com acompanhamento tanto na plataforma, de forma virtual, quanto nos polos de graduação, de maneira presencial. Assim, seu aprendizado é potencializado, e você recebe o devido auxílio nos mais diferentes assuntos, como trabalhos e exercícios. Você também tem, nesses mesmos espaços, uma biblioteca e um laboratório.

A carga horária é reduzida por se tratar de EAD?

Não há uma redução na carga horária motivada pela modalidade da sua graduação. Portanto, não se deixe enganar por falsas informações! O que existem, de fato, são diferenças relacionadas à titulação. No caso de Administração, que é um curso de bacharelado, você terá uma carga horária de 3.200 horas de aula para completar a formação.

Por que é indicado se especializar após a graduação?

O mercado de trabalho atual está marcado pela competitividade e pela exigência cada vez maior em relação aos profissionais — e isso vale para todas as áreas de atuação. Por esse motivo, as especializações passaram a ser vistas pelos empregadores como requisitos em grande parte das contratações, e não apenas como um diferencial.

O curso de Administração, como já abordamos, é bastante generalista; portanto, acaba não formando especialistas. É claro que você terá conhecimentos amplos sobre cada tema relacionado ao segmento, contudo, não terá aprofundamento em determinado tema. É por isso que quem não procura se especializar acaba ficando sempre um passo atrás da concorrência.

Aliás, a preferência pela continuação dos estudos tem crescido no Brasil, de forma que a pós-graduação é cada vez mais necessária para manter o seu currículo atrativo. Para se ter uma ideia, um levantamento realizado pelo Instituto Semesp mostra que o número de matriculados em especializações e MBAs cresceu 74% entre 2016 e 2019.

Os ganhos também aumentam conforme o profissional investe em sua capacitação. Enquanto o rendimento médio de quem tem ensino superior é de R$ 1,3 mil, os pós-graduados têm renda média de R$ 3 mil. Vale destacar que esses dados se referem a todas as áreas de estudo, não apenas à Administração.

Pronto! Agora você já está por dentro de tudo o que precisa saber, inclusive por quantos anos se estuda Administração e quais são as perspectivas de carreira. Como você viu, o curso prepara você para um mercado no qual a profissão de administrador é valorizada e requisitada.

Além disso, você usufruirá de uma formação multifacetada que impulsiona o desenvolvimento de diferentes habilidades. Sendo assim, invista na sua graduação e se prepare para ter uma carreira promissora!

E se você quiser saber mais sobre esse e outros cursos a distância, assine já a nossa newsletter para receber as novidades da Unyleya diretamente no seu e-mail!

Que tal estudar com a melhor metodologia EAD?

Saiba mais sobre os cursos de Graduação EAD


Comentários

QUER SABER SOBRE OS MAIS DE 1.400 CURSOS A DISTÂNCIA?

Saiba mais sobre os cursos de Pós-Graduação EAD

Saiba mais sobre os cursos de Graduação EAD


unyleya.edu.br

Copyright 2020 Unyleya ©. Todos os direitos reservados.