Connect with us

Inicie Sua Carreira

Conheça 7 diferentes tipos de currículo e como escolher entre eles

Você sabia que existem diferentes tipos de currículo? Conheça os 7 mais importantes e aumente as suas chances de ser contratado!

Tempo de Leitura: 5 minutos

Muitas pessoas não sabem, mas existem diferentes tipos de currículo. Na prática, eles são como diferentes roupas: cada ocasião pede um jeito diferente de se vestir, ainda que o conteúdo seja idêntico. 

Normalmente, o próprio processo seletivo vai dizer qual é o formato, e você precisa estar pronto para atender à solicitação e não ser eliminado. No entanto, também existem as situações em que se tem mais liberdade de escolha, como nos currículos colocados em sites e em redes sociais. 

Então, vamos conhecer os diferentes tipos de currículo? Ao longo do texto, trouxemos as 7 principais opções, não deixe de conferir! 

O que é um currículo?

O currículo é um documento que contém a apresentação profissional de uma pessoa, com a sua trajetória, competências, qualificações e dados pessoais. Por meio dessas informações, o interessado pode avaliar os pontos positivos e negativos do candidato, entendendo se ele está dentro das expectativas de um processo seletivo. 

Existem duas espécies de currículo principais: o lattes e o vitae. No lattes, a pessoa conta toda a trajetória profissional, quase sempre voltada para o histórico acadêmico. Já o vitae é um resumo que contém apenas as informações essenciais. 

Qual é a importância do currículo? 

O currículo é a maneira como uma pessoa se comunica com o mercado ou com um recrutador específico. É uma peça de marketing pessoal ou profissional, em que você vai conquistar a atenção das pessoas e gerar demanda por serviços. 

Por isso, ele sempre deve considerar o público para o qual é endereçado. Por exemplo, o currículo colocado no LinkedIn por alguém empregado conterá caraterísticas mais gerais, enquanto aquele voltado para um processo seletivo em uma empresa abordará informações relevantes ao cargo pretendido. 

Aliás, os tipos de currículo podem ser aplicados a diferentes finalidades: 

  • envio para tentar concorrer à vaga de emprego; 
  • participação em processos seletivos internos para promoções nas empresas; 
  • marketing pessoal nas redes profissionais; 
  • divulgação de trabalho freelancer ou autônomo; 
  • publicação em sites institucionais de empresas, especialmente as prestadoras de serviço. 

Em todos esses casos, saber como fazer um currículo será importante para se comunicar bem com o público e ter oportunidades profissionais. Por isso, fique atento e escolha o tipo de currículo certo para cada ocasião.  

Quais são os diferentes tipos de currículo? 

Os tipos de currículos se diferenciam pela maneira como são elaborados, em relação à forma ou conteúdo. A seguir, listamos os 7 principais no mercado de trabalho. 


1. Currículo simples em texto 

O primeiro modelo é a descrição escrita dos dados pessoais, competências, formação, experiências etc. É o mais recorrente nos processos seletivos, geralmente com liberdade para o candidato usar a formatação e os tópicos que achar pertinente.

Por vezes, pode ser exigido o preenchimento de um formulário, como acontece frequentemente em páginas de “trabalhe conosco” das empresas e dos portais de vagas. 

2. Currículo cronológico 

O currículo cronológico prioriza a organização da trajetória profissional de acordo com as datas dos acontecimentos. Em sites e em redes sociais, é comum que esse documento assuma o formato de infográfico ou de linha do tempo. Além disso, nos documentos escritos, é principalmente adotado pelas pessoas que desejam ressaltar a experiência profissional

3. Currículo temático 

Por sua vez, o currículo temático dá destaque às competências relacionadas à função desejada. Nesse caso, os conhecimentos e as habilidades tomam a frente, e as experiências e as qualificações vêm depois, com o objetivo de reforçar os atributos positivos.  

É utilizado quando as experiências não têm tanta conexão com a vaga, como em uma mudança de carreira ou primeiro emprego. Além disso, pode ser útil para destacar uma exigência específica do cargo, como falar um segundo idioma ou dominar alguma técnica profissional.    

4. Currículo combinado ou misto 

Já o modelo combinado tenta veicular ambas as informações de forma equilibrada. Geralmente, os tópicos de educação e de experiência são organizados internamente em ordem cronológica. Além disso, tenta-se posicionar as competências em um local na parte superior ou central do currículo, onde ganharão destaque. 

O uso vem se tornando comum para chamar a atenção dos recrutadores. Muitas vezes, as pessoas deslocam os dados pessoais para o cabeçalho ou para lateral do documento justamente para fazer essa centralização das habilidades, diferenciando-se do currículo tradicional em que a lista de competências é um dos últimos tópicos. 

5. Vídeo-currículo 

O vídeo-currículo é a mudança do formato dessas apresentações, em que a pessoa realizará uma filmagem para se apresentar. Perceba que ele pode seguir os métodos anteriores, usando tópicos, ordem cronológica, tema etc. No entanto, atualmente, o uso é mais restrito aos processos seletivos que exigem o vídeo, as redes sociais e os sites pessoais.  

6. Currículo com carta de apresentação

A carta de apresentação é um texto narrativo, em que você fará o relato da sua trajetória profissional e mostrará por que pode contribuir com a empresa recrutadora. Quase todas as vezes em que ela é pedida, seu objetivo é acompanhar o currículo vitae, mas também pode ser um bom instrumento para colocar nas redes sociais e nos sites profissionais.   

7. Currículo com fotografia 

Por fim, o currículo com fotografia costuma não ser bem-visto pelos empregadores. Logo, a utilização é limitada às situações em que o processo seletivo exigir, o que, assim como nos demais casos, constará no anúncio da vaga. 

O que considerar para escolher entre eles? 

A escolha entre os tipos de currículo deve considerar, em primeiro lugar, as regras do processo seletivo. Na maioria dos casos, as pessoas optam pelos modelos simples, cronológico, temático e misto, uma vez que adicionar vídeo, fotografia e carta de apresentação é algo que geralmente aparece mediante exigência. 

Nesse sentido, considere a finalidade de cada exposição. Por exemplo, se o objetivo é parecer formal, opte por um modelo mais recorrente; se é destacar as experiências, foque o cronológico e assim por diante.  

Em todo caso, a liberdade para escolher aumenta quando o objetivo é divulgar o currículo na internet. Aqui, dependendo da sua profissão, você pode investir em algo bem criativo, usando diferentes formatos.

Como elaborar um bom currículo?

Um bom currículo precisa ser claro e objetivo, até porque o recrutador terá diversos outros candidatos para analisar. Além disso, a coerência é um fator relevante, ou seja, as competências, a educação e as experiências devem conversar entre si. E, logicamente, não é recomendável mentir na apresentação.  

Outro cuidado é customizar o currículo para o cargo de seu interesse. Mesmo que você já tenha um modelo, comece sempre pela leitura da descrição do cargo, selecionando as informações profissionais mais interessantes para aquele processo seletivo específico. 

Lembre-se também de manter uma rotina de estudos visando melhorar o currículo e ter opções de conteúdo para montar o quebra-cabeças ideal a cada vaga. Além disso, dê destaque aos seus diferenciais, como experiência internacional, segundo idioma, especializações e projetos em que esteve envolvido.   

O que não pode faltar? 

Um último ponto é que existem certas informações que não podem faltar no currículo profissional. Ou seja, o recrutador espera vê-las nos documentos encaminhados. As principais são as seguintes: 

  • dados pessoais e de contato; 
  • objetivo profissional
  • experiências profissionais; 
  • educação; 
  • competências e habilidades. 

Vale ressaltar que, no tópico da educação, o curso EAD no currículo não precisa vir com a menção à modalidade de ensino, pois os diplomas têm o mesmo valor. A exceção são os casos específicos em que isso pode ser uma vantagem, como uma candidatura para uma empresa que trabalha com educação a distância.

Sendo assim, agora você já tem um panorama dos tipos de currículo e de como elaborar uma boa apresentação profissional. Como dica final, parta de um modelo pré-definido e faça os ajustes de acordo com as informações que destacamos anteriormente, adaptando o documento de acordo com o cargo do seu interesse. 

Para continuar por dentro do mercado de trabalho e receber outras dicas de carreira, curta a Unyleya no Facebook!

Que tal estudar com a melhor metodologia EAD?

Saiba mais sobre os cursos de Graduação EAD



Comentários

QUER SABER SOBRE OS MAIS DE 1.400 CURSOS A DISTÂNCIA?

Saiba mais sobre os cursos de Pós-Graduação EAD

Saiba mais sobre os cursos de Graduação EAD


unyleya.edu.br

Copyright 2020 Unyleya ©. Todos os direitos reservados.