Connect with us

Especialize-se

Práticas Integrativas e Complementares: confira 4 pós em alta na área

práticas integrativas e complementares
Tempo de Leitura: 4 minutos

As Práticas Integrativas e Complementares (PICS) são soluções importantes para auxiliar o trabalho da área da saúde. Elas são ótimas oportunidades de carreira para quem deseja contribuir com o bem-estar de muitas pessoas.

Se você está pensando em começar uma pós-graduação, vale a pena entender mais sobre essa tendência que vem ganhando destaque no mercado de trabalho. Neste texto você vai descobrir o que são as Práticas Integrativas e Complementares e por que vale a pena investir em uma especialização na área.

O que são as Práticas Integrativas e Complementares?

As Práticas Integrativas e Complementares em Saúde são nada mais do que medidas terapêuticas alternativas inspiradas nos saberes tradicionais que complementam a Medicina convencional. Elas ajudam muito no tratamento e na prevenção de diversas doenças, principalmente as crônicas, como depressão, obesidade, diabetes tipo II e hipertensão.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) incentiva a adesão às Práticas Integrativas e Complementares desde a década de 1970. No entanto, no Brasil, elas foram aprovadas pelo Conselho Nacional de Saúde só no ano de 2006.

Atualmente, esse tipo de tratamento está incluso até mesmo nos programas de saúde pública promovidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS), de forma gratuita. Afinal, a união de técnicas da Medicina convencional com as Práticas Integrativas e Complementares permite que os pacientes possam desfrutar de diversos benefícios à saúde.

Para atuar nessa área, no entanto, é preciso receber capacitação e desenvolver algumas habilidades. É necessário também estudar os conhecimentos tradicionais — que têm origem nas mais diversas regiões do mundo — associados às evidências científicas de suas eficácias. Isso com o objetivo de, assim, entender como eles podem ser aplicados na atualidade.

Quais são as pós-graduações em alta na área?

Tem interesse em se especializar em algum curso relacionado às PICS? Saiba que isso é totalmente possível aqui no Brasil. Existem diversas opções de pós-graduação baseadas nesses conhecimentos e encontrar uma instituição de ensino que as ofereça é o primeiro passo a ser tomado.

Além disso, assim como todos os setores do mercado, alguns segmentos se destacam como tendência. Conhecer os temas que estão em alta na área ajuda a escolher uma pós-graduação que pode ajudar a ter uma carreira de sucesso.

Para inspirar você, selecionamos os 4 principais cursos de especialização que estão em alta nessa área. Veja!

1. Acupuntura

Você, provavelmente, já ouviu falar sobre Acupuntura. Trata-se de uma prática clássica da Medicina Tradicional Chinesa que teve origem há milênios. Esse conhecimento tradicional ultrapassou gerações, por meio da escrita chinesa, que é uma das mais antigas da humanidade, o que permitiu que as informações não fossem perdidas ou dissociadas.

A Acupuntura utiliza de agulhas finas para trazer mais equilíbrio ao corpo. Os instrumentos são aplicados em determinados pontos para aliviar tanto sintomas físicos quanto emocionais.

Isso é feito por meio do estímulo de terminações nervosas presentes nesses pontos, que levam informações até o Sistema Nervoso Central. Esse procedimento é capaz de causar efeitos benéficos, como alívio de dores crônicas, melhora da circulação sanguínea e do sistema imunológico, além de regulação emocional.

A pós em Acupuntura tem duração mínima de 440 horas, abordando conteúdos como Anatomia, Bases Filosóficas da Medicina Tradicional Chinesa, Cuidados Paliativos, Atenção ao Paciente e muitos outros. Ela ajuda o aluno a desenvolver técnicas de atendimento e de eletroestimulação, essenciais para a prática da profissão.

2. Dançaterapia

Já pensou em usar a dança como forma de tratar pessoas com problemas de desenvolvimento, de aprendizagem e de autoestima? Além de proporcionar momentos divertidos, a prática ainda ajuda na prevenção de diversas complicações associadas ao sedentarismo.

A Dançaterapia é uma das Práticas Integrativas e Complementares e cumpre muito bem o papel de promover a qualidade de vida dos pacientes. Ela ajuda a conhecer melhor a linguagem do corpo e a desenvolver uma boa consciência corporal.

Alguns dos principais efeitos positivos da prática é a melhoria das relações inter e intrapessoal, o alívio do medo e do estresse, o aprimoramento da coordenação motora e da flexibilidade, assim como a diminuição dos sintomas de depressão e ansiedade.

Profissionais graduados em Dança, Artes Cênicas ou Visuais, Educação Física e Psicologia podem se especializar nessa prática e aproveitar os fins terapêuticos da dança com seus pacientes.

No curso de pós-graduação, em 400 horas, são vistas disciplinas que abordam Psicologia da Dança, Anatomia, Musicoterapia e demais conteúdos que ajudam o profissional a criar autonomia para conduzir projetos de Dançaterapia.

3. Estética Ayurveda

Não é apenas a China que tem conhecimentos tradicionais sobre a saúde. A Ayurveda é um exemplo de outro antigo sistema de saúde, que é utilizado por milênios na humanidade, originado na região que hoje pertence à Índia.

Ayurveda, em sânscrito, quer dizer “ciência da vida”. O conhecimento dessas práticas medicinais se expandiu até mesmo para a estética. Com o registro do uso de ervas, óleos e demais plantas para cuidar da saúde, é possível aproveitar esses saberes e aplicá-los na área que foca no bem-estar da pele e na promoção da autoestima.

A Estética Ayurveda não atua apenas na saúde da pele, mas também contribui para a sensação de bem-estar e equilíbrio emocional, devido às propriedades dos óleos e das ervas. A pós-graduação na área aborda, em 380 horas, conteúdos de Fitoterapia, Filosofia Indiana, Anatomia e diversos outros conceitos importantes da área.

4. Auriculoterapia

Semelhante à Acupuntura, a Auriculoterapia também utiliza pontos específicos para aliviar desconfortos físicos e mentais. No entanto, nesse caso, a parte do corpo estimulada é o pavilhão auricular.

Com o estímulo de alguns pontos dessa região, é possível produzir efeitos em todo o organismo, até mesmo nos órgãos viscerais. Cada um dos locais estimulados nessa técnica diz respeito a um tipo de enfermidade e à determinada parte do corpo.

Com a especialização em Auriculoterapia, em cerca de 10 meses, o aluno vai ter a oportunidade de compreender mais sobre os microssistemas presentes no pavilhão auricular, patologias, pontos de estímulo e Medicina Tradicional Chinesa.

Como visto, as especializações nas Práticas Integrativas e Complementares são ótimas oportunidades de desenvolver sua carreira. Contudo, para isso, é fundamental apostar sempre em uma instituição de ensino de qualidade.

Tem interesse em descobrir mais sobre essa área? A Unyleya oferece mais de 10 cursos EAD de especialização nas PICS. Conheça agora mesmo o Núcleo de Estudos de Práticas Integrativas e Complementares em Saúde e escolha a pós-graduação ideal para você!


Comentários

Copyright 2020 Unyleya ©. Todos os direitos reservados.