Connect with us

Carreiras na Pós

Carreira acadêmica: entenda como funciona e como ingressar

carreira acadêmica

Tem interesse em investigar a fundo determinado assunto, ama estudar, gosta de ensinar e tem afinidade com conteúdos científicos? Se você respondeu “sim” para a maioria das perguntas, saiba que, talvez, a carreira acadêmica seja uma boa ideia.

Construir uma carreira em torno da contribuição para a produção intelectual, científica e da educação do país é uma atitude interessante e que pode trazer ótimos retornos profissionais. É por esse motivo que o meio acadêmico chama tanta a atenção de alguns alunos.

Neste post, vamos falar mais sobre como funciona a carreira acadêmica e como se preparar para desenvolvê-la. Acompanhe!

Como funciona a carreira acadêmica?

A carreira acadêmica nada mais é que a dedicação à produção científica e à docência do Ensino Superior. Geralmente, é o caminho oposto ao mercado de trabalho, que se volta para a aplicação de vários conteúdos vistos no Ensino Superior.

No caso da carreira acadêmica, a proposta é estudar ainda mais os temas que fazem parte da ementa do curso e, inclusive, tornar-se um especialista no assunto, ao longo do tempo.

Essa opção profissional tem uma forte ligação com a educação de um país e o desenvolvimento social, como um todo. Não é à toa que os alunos podem receber bolsas de incentivo à pesquisa para dar sequência aos estudos em uma determinada linha.

Quais são as oportunidades na carreira acadêmica?

Uma dúvida recorrente entre os alunos do Ensino Superior é com relação às oportunidades de trabalho para quem seguir a carreira acadêmica. Realmente, ao comparar com os indivíduos que decidiram ir para o mercado de trabalho, a quantidade de opções é menor.

Isso significa que não é possível ter sucesso na carreira acadêmica? Não! Muito pelo contrário. Cada vez mais os conhecimentos de profissionais acadêmicos são necessários no ramo científico. A seguir, confira algumas atuações interessantes!

Professor de Ensino Superior

Uma das atuações mais clássicas de uma pessoa que decidiu seguir carreira acadêmica é a de professor universitário. Tornar-se um docente de cursos superiores é uma excelente ideia para quem tem interesse em ministrar conteúdos referentes à área de especialização e trabalhar com alunos adultos.

Um indivíduo que segue carreira acadêmica se torna um professor universitário, pelo fato de ter formação com mestrado ou doutorado. Afinal, em praticamente qualquer instituição de ensino, um requisito para a contratação de um docente de curso superior é ter, no mínimo, uma dessas pós-graduações

Pesquisador profissional

Na carreira acadêmica, lida-se muito com pesquisas. Inclusive, esse é um dos motivos pelos quais as pessoas optam por seguir esse caminho profissional. Por esse motivo, é possível se tornar um pesquisador do setor público ou privado.

No entanto, é interessante destacar que, no Brasil, na maioria das vezes, um indivíduo se tornar um pesquisador da área pública significa também ser um docente, um administrador dos recursos financeiros e técnicos para os estudos, além de orientador de novos pesquisadores.

Sendo assim, se você tem interesse em se dedicar ao estudo contínuo de temas que são do seu interesse, partindo sempre do ponto de vista científico e com base reforçada da literatura, saiba que é possível se dedicar intensamente aos estudos e trabalhar com a própria pesquisa, definindo seus métodos e hipóteses.

Consultoria científica

Uma pessoa com carreira acadêmica se prepara adequadamente para aprender mais sobre o conteúdo teórico ou prático sobre determinado assunto. Muitas vezes, esse processo pode levar anos para ser executado e concluído.

No entanto, ao longo desse processo, é possível notar que o estudante tem muito conhecimento acumulado, considerando também tudo o que foi aprendido também na graduação.

É por isso que quem conhece muito sobre uma área pode trabalhar com consultoria científica. Nesse caso, o indivíduo presta serviços para outros negócios ou pessoas, contribuindo com as opiniões do ponto de vista acadêmico sobre uma atividade ou uma área do mercado.

Com isso, é possível auxiliar no desenvolvimento de métodos aceitos no ramo científico para empresas, reforçar a base teórica de uma organização, avaliar os processos escolhidos por uma corporação em determinadas atividades relacionadas a conteúdos científicos, entre várias outras opções.

Como seguir na carreira acadêmica?

Como visto, para seguir na carreira acadêmica, é preciso dar continuidade aos estudos por meio de uma pós-graduação de tipo stricto sensu, como o mestrado ou o doutorado. No entanto, esse não precisa ser o seu primeiro contato com esse tipo de conteúdo.

Ao longo da graduação, é possível participar de programas de iniciação científica da instituição de ensino para conhecer algumas áreas que podem interessar, aprender práticas básicas da carreira acadêmica, entender mais sobre a consulta à literatura ao ler artigos científicos, entre várias outras atividades.

Ou seja, é possível dar o primeiro passo para a vida acadêmica ainda na graduação, embora não seja obrigatório. Para dar sequência aos estudos e se desenvolver na carreira, é preciso apostar em uma pós. Entenda mais!

Mestrado

O mestrado é um tipo de curso, com duração mínima de 18 meses, voltado para formar alunos com o título de mestre. O objetivo é permitir que os estudantes aprendam profundamente sobre uma determinada linha e tenham a oportunidade de conduzir as próprias pesquisas, mediante a supervisão de um professor orientador.

Desse modo, as atividades dessa pós-graduação se dividem entre disciplinas de mestrado e produção de uma dissertação. Nesse caso, é possível escrever sobre o desenvolvimento da pesquisa escolhida para a pós e relatar os achados. Ao final do curso, é por meio desse trabalho que o aluno recebe a aprovação e se forma.

Doutorado

O doutorado é parecido com o mestrado, porém, tem algumas mudanças pontuais. Primeiramente, o tema de pesquisa precisa ser algo inédito na área científica, seja com métodos novos, seja com pontos de vista que ainda não foram desenvolvidos por outros pesquisadores.

Desse modo, ao longo do curso, é desenvolvida uma tese, em vez de uma dissertação. A duração de um doutorado também é maior, levando cerca de 24 a 48 meses para ser concluído. 

Após a defesa da tese e a aprovação do trabalho, é possível concluir o curso e receber o título de doutor na área escolhida para a pesquisa científica. Vale destacar que tanto com o mestrado quanto com o doutorado, ou com as duas pós juntas, é possível trabalhar com as atuações citadas anteriormente.

Quais são os benefícios da carreira acadêmica?

Está se perguntando se vale a pena passar por esse longo processo de estudos para seguir carreira acadêmica? Se esse for o seu objetivo, sim! Nesse caminho profissional, existe a possibilidade de conduzir as próprias pesquisas e de participar de grupos de pesquisadores em torno de um tema.

Afinal, os conhecimentos desenvolvidos na área são cada vez mais avançados, tornando-se um profissional especialista e referência no campo de pesquisa — inclusive, para a produção de materiais didáticos para o Ensino Superior ou a criação de novos métodos de ensino ou prática em uma determinada área do conhecimento.

Vale destacar que os salários para profissionais acadêmicos também costumam ser elevados, com média salarial em torno dos R$ 5 mil para quem está no início da carreira. Além disso, há o reconhecimento profissional, que pode levar a uma maior realização pessoal.

Gostou da ideia de seguir carreira acadêmica? Se você ainda está na graduação, lembre-se de que é possível dar os primeiros passos com uma iniciação científica, a fim de conhecer melhor sobre essa possibilidade profissional.

Ainda não sabe o que é uma iniciação científica? Então, não vá embora antes de entender melhor sobre o que se trata esse tipo de atividade!

5/5 - (1 vote)

QUER SABER SOBRE OS MAIS DE 1.800 CURSOS A DISTÂNCIA?

Saiba mais sobre os cursos de Pós-Graduação EAD

Saiba mais sobre os cursos de Graduação EAD


Copyright Unyleya ©. Todos os direitos reservados.