Connect with us

Inicie Sua Carreira

O que estudar para ser um desenvolvedor?

como ser um desenvolvedor
Tempo de Leitura: 4 minutos

O mercado de tecnologia tem se desenvolvido bastante nos últimos anos, o que faz com que muitas pessoas se interessem em seguir nessa área, tanto pelas oportunidades de trabalho quanto pela afinidade com o tema. Diante desse contexto, vale a pena descobrir como ser um desenvolvedor e com o que se pode trabalhar nessa profissão.

O desenvolvedor é o profissional que integra a equipe de criação, manutenção e otimização de operações que envolvem o software de aparelhos eletrônicos, como o computador, smartphone, tablet, entre outros.

No entanto, o que esse profissional faz na prática? Mais ainda, o que estudar para seguir essa profissão? Se essas são dúvidas que você compartilha, acompanhe este post para saber mais sobre essa carreira!

O que faz um desenvolvedor?

O desenvolvedor tem um papel principal no que diz respeito à integração de soluções fundamentais para a sociedade de hoje. Além disso, o seu trabalho tem um forte envolvimento com a resolução de problemas, o que traz mais praticidade para diversas áreas do mercado de trabalho e a rotina das pessoas.

Um desenvolvedor trabalha, basicamente, com a programação de sistemas variados, sites e aplicativos, podendo ser desktop ou mobile. Cabe ao profissional identificar implementações e ajustes que podem ser criados para determinados fins, utilizando os recursos tecnológicos possíveis.

Para isso, é importante que o desenvolvedor tenha alguns conhecimentos técnicos, como os seguintes!

Linguagem de Programação

Para que os sistemas sejam projetados, a linguagem utilizada para programá-los não é um conjunto de caracteres específicos que dizem respeito a um tipo de Linguagem de Programação.

Python, Java, Java Script, C, C++, PHP, entre outras, são apenas algumas das linguagens utilizadas na área da tecnologia para o desenvolvimento de softwares. Além de ter conhecimentos técnicos sobre elas, é importante que o profissional saiba qual usar em cada criação.

Banco de Dados

Bancos de Dados nada mais são que espaços que permitem o armazenamento organizado e seguro de uma grande quantidade de informações relevantes. Para programar um software, que vai coletar um volume considerável de dados, é importante que o desenvolvedor também saiba como trabalhar com esses sistemas.

Regras de Negócios

Para cuidar da arquitetura de um software, o desenvolvedor também precisa ter noções sobre diferentes Regras de Negócios. São padrões de produção encontrados em determinada empresa, que os sistemas utilizados por ela precisam seguir.


Gestão de Projetos

A construção de um software não é um processo simples. Por esse motivo, é preciso planejar, organizar e manter a direção de um projeto. Isso implica também na necessidade de um desenvolvedor conhecer as teorias e técnicas de Gestão de Projetos.

Qual é a formação desse profissional?

Uma equipe com profissionais que trabalham com o desenvolvimento de softwares pode ter integrantes com várias formações relacionadas com as áreas de tecnologia. No entanto, existem três cursos mais comuns que ajudam a aprender e desenvolver habilidades importantes para atuar nesse papel.

A seguir, saiba mais sobre os cursos superiores que permitem trabalhar com o desenvolvimento de software!

Análise e Desenvolvimento de Sistemas

Análise e Desenvolvimento de Sistemas é uma graduação tecnológica, com duração média de 2 a 3 anos. O curso foca a aprendizagem de conhecimentos práticos para cuidar da análise, documentação, implementação e manutenção de softwares.

Ciência da Computação

O curso de Ciência da Computação, por sua vez, é um bacharelado com duração de 4 anos, no qual o aluno tem contato com disciplinas que abordam as ferramentas utilizadas na criação de programas computacionais. 

Engenharia da Computação

Engenharia da Computação é um curso voltado para a construção de projetos tanto para hardware quanto para software. Essa é uma graduação com duração de 5 anos. O aluno, além dos conteúdos da tecnologia, passa por disciplinas básicas de Engenharia. 

Quais são as áreas de atuação do desenvolvedor?

Um desenvolvedor pode atuar no mercado de trabalho de diferentes formas. A mais comum é como um colaborador de uma empresa, no regime CLT. No entanto, é possível também fazer concurso para trabalhar em organizações públicas.

O profissional que tem noções de negócio também pode montar a própria empresa na área da Tecnologia ou trabalhar como freelancer, prestando serviços terceirizados para outras companhias.

Desse modo, ao entrar na carreira de desenvolvimento de softwares, é possível seguir em diferentes caminhos. Além disso, existem diversas áreas de atuação para escolher. Confira algumas opções a seguir!

Mobile

O nicho do mercado da tecnologia que trabalha com sistemas mobile visa desenvolver projetos para serem utilizados em celulares e tablets, ou seja, dispositivos móveis. Para isso, é preciso conhecer as linguagens dos mais variados sistemas operacionais.

Desktop

Ao contrário da mobile, a área de atuação relacionada com a programação desktop diz respeito à criação de softwares que possam ser executados em computadores de mesa ou notebooks, independentemente do sistema operacional.

Games

Já o desenvolvedor de games trabalha com a programação do sistema e da interface de jogos digitais. Geralmente, esse trabalho é feito em equipe, com diferentes profissionais, visando adequar um game para plataformas como computadores, consoles e smartphones, pensando sempre na experiência dos jogadores.

Banco de Dados

Lembra que um desenvolvedor precisa ter conhecimentos básicos em Banco de Dados? Isso não é só necessário, como pode se tornar a área de atuação do profissional. Quem seguir nesse nicho trabalha com a análise e o tratamento de dados, focando a segurança e preservação das informações.

Programação Web

A Programação Web tem como o objetivo o desenvolvimento de sistemas que ficarão hospedados em páginas online. Nessa área de atuação, é preciso levar em conta também as questões de usabilidade e a criação de sites responsivos, de modo que possam se adaptar para o tamanho de diferentes telas.

Para isso, é fundamental que o desenvolvedor tenha noções de front-end e back-end, ou seja, tanto a interface do site quanto os dados que estão por trás dele, para garantir que um aplicativo ou uma página fique no ar.

Agora que você sabe como ser um desenvolvedor envolve ter diversas possibilidades de áreas de atuação e oportunidades profissionais, tem mais interesse em construir a sua carreira nessa área? Então, não deixe de pesquisar para encontrar o curso ideal para você e as especializações que podem ser feitas para implementar os conhecimentos!

Gostou de saber como você pode se tornar um desenvolvedor? Então, continue lendo mais sobre o assunto. Descubra também quais áreas estão em alta no mercado da tecnologia!


Comentários

QUER SABER SOBRE OS MAIS DE 1.400 CURSOS A DISTÂNCIA?

Saiba mais sobre os cursos de Pós-Graduação EAD

Saiba mais sobre os cursos de Graduação EAD


unyleya.edu.br

Copyright 2020 Unyleya ©. Todos os direitos reservados.